Correio do Zaca

Compartilhar Imprimir

14/03/2019 | 20:55

FARRA COM PESSOAL JÁ ATINGIU LIMITE MÁXIMO, MAS, SEM FREIO, GOVERNO DO ESTADO AUMENTA ABUSOS. GASTANÇA ULTRAPASSA R$ 6,6 BILHÕES

Compartilhar:

 Depois de desembolsar mais de R$ 7 milhões nas festividades momescas de 2019, o governo Wilson Lima (PSC) está disposto a torrar mais de R$ 1 milhão na reforma do Centro de Convenções do Sambódromo, na avenida Pedro Teixeira. E, pelo volume dos abusos recentes, ninguém consegue frear a absurda farra de recursos públicos por parte da gestão do “novo”.

 

@@@

 

Com o sistema de saúde pela hora da morte, o governador talvez sequer esteja preocupado com a possibilidade de vir a enfrentar uma auditoria por parte dos órgãos competentes para periciar as folhas de pagamento do Estado e tentar frear a gastança com pessoal que já ultrapassa R$ 6,6 bilhões por ano.

 

@@@

 

Autor da proposta sobre a auditoria, o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) garante que o governo estourou os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e pode se complicar seriamente se não souber lidar com a questão. A proposta e a advertência partem de quem já foi prefeito de Manaus e não temia a transparência na divulgação, detalhada, dos atos financeiros do Poder no site oficial. Mas, talvez Wilson Lima não esteja nem aí para essas coisas.

 

TCE PISA NA LRF

 

Seguindo o mau exemplo do governo Wilson Lima, o TCE-AM, que mais do que ninguém deveria ser modelo de ética e austeridade, também ultrapassou os limites de gastos perante a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

 

@@@

 

“É o fim do mundo, pois se trata de um órgão que deveria dar o maior exemplo”, brada o deputado Serafim Corrêa.

 

GUEDES VÊM AÍ

 

A convite do senador Omar Aziz (PSD) deve visitar Manaus em breve para conhecer in loco a realidade do PIM (Polo Industrial de Manaus).

 

@@@

 

A visita faz parte da estratégia de Omar de, em vez de bater de frente, estabelecer boas relações com as autoridades do primeiro escalão federal na busca de soluções práticas para resolver gargalos do Estado nas mais diversas áreas.

 

ESTADO FORTE

 

Coordenador da bancada de deputados e senadores do Amazonas no Congresso Nacional, Omar Aziz ri com as paredes com o fortalecimento político do Estado nas altas esferas do Poder Central.

 

@@@

 

Embora diminuta, a bancada elevou o poder de fogo do Estado no Congresso ao abocanhar o comando de várias comissões técnicas importantes, como a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, presidida agora pelo deputado Bosco Saraiva (SD); Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, sob o comando de Átila Lins (PP) e Comissão de Minas e Energia, sob a direção de Silas Câmara (PRB).

 

ÁTILA, HOMEM FORTE DO PP

 

O deputado Belarmino Lins confirmou à coluna que o seu irmão, deputado federal Átila Lins será em breve o novo presidente regional do PP em substituição ao empresário Francisco Garcia.

 

@@@

 

A renovação, de acordo com Belão, foi decidida pelo próprio Garcia, que passará a ser o comandante de honra da legenda.

 

“CAGOU” NO PLENÁRIO

 

Dono de um interminável repertório de “pesadas pérolas folclóricas” na Assembleia Legislativa, o deputado Augusto Ferraz (DEM) disparou ontem da tribuna a expressão “cagou” para manifestar seu inconformismo com a cobrança da taxa do lixo em Manaus.

 

@@@

 

Sem ligar para quebra de decoro, Ferraz coleciona “pérolas” como “canalhismo” e “putaria” com que ilustra suas barulhentas aparições na tribuna do Plenário Ruy Araujo.

 

O PROFANO E O SAGRADO

 

A Câmara Municipal de Manaus foi ao Supremo Tribunal Federal para obrigar a disposição de ao menos um exemplar de Bíblia Sagrada em espaços públicos municipais. O recurso tenta jogar por terra decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas, que julgou inconstitucional a questão.

 

@@@

 

Em nome do do princípio do Estado Laico, o TJAM salienta que “o Estado deve abster-se de manifestar quaisquer atos que possam afastá-lo de sua neutralidade com relação à religião”. 

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.