Notícias

Compartilhar Imprimir

Curiosidade

13/01/2019

Mulher chinesa sofre com condição rara e não consegue ouvir voz de homens

Compartilhar:

Foto: Reprodução / AsiaWire

Chen foi diagnosticada com perda auditiva de baixa frequência ou de inclinação invertida, que faz com que ela só possa escutar altas frequências Foto: Reprodução/AsiaWire

Uma mulher chinesa foi diagnosticada com um tipo raro de perda auditiva e passou a não conseguir ouvir vozes masculinas — incluindo a de seu próprio namorado.


De acordo com o jornal britânico "Daily Mail", a paciente, identifcada apenas pelo seu sobrenome, Chen, acordou um dia sem escutar o companheiro.


Veja também

Chinês que vendeu rim para comprar iPad é internado com falência do outro órgão


Moradora da cidade de Xiamen, na costa leste da China, ela foi para o hospital da cidade, onde os médicos tentaram entender os sintomas, muito diferentes das formas mais comuns de perda auditiva.


Uma especialista a diagnosticou com perda auditiva de baixa frequência ou de inclinação invertida, que faz com que ela só possa escutar altas frequências.


Segundo a reportagem, a condição afeta apenas um em cada 13 mil pacientes com problemas auditivos, e normalmente é difícil de se diagnosticar, porque tantos médicos quanto pacientes podem não saber que a condição existe.


— Ela foi capaz de me ouvir quando falei, mas quando um jovem paciente entrou, ela não conseguiu ouvi-lo — disse a médica Lin Xiaoqing, que atendeu Chen.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.


Além de fatores genéticos, a doença pode ter sido causada por estresse, segundo a especialista em otorrinolaringologia. Chen revelou que estava trabalhando até tarde recentemente, sem dormir o suficiente, e na noite anterior, estava com náuseas e zumbidos nos ouvidos.


A médica disse ainda que os sintomas precisam ser tratados rapidamente, e que Chen vai se recuperar totalmente.

 

Extra

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.