Notícias

Compartilhar Imprimir

Curiosidades

11/01/2019

Operadoras de celular vendem a localização dos clientes – por apenas US$ 3

Compartilhar:

Foto: Reprodução

Uma investigação feita pelo site Motherboard constatou que T-Mobile, Sprint e AT&T, as três maiores operadoras de telefonia celular dos EUA, estão rastreando a localização de seus clientes

Talvez você já tenha ouvido falar que o Google monitora a sua localização – e tem um mapa com todos os lugares onde você esteve, minuto a minuto, durante toda a sua vida. Pois bem: tem mesmo. Mas, em tese, o rastreamento do Google pode ser desativado.


Só que já existe uma forma ainda mais profunda de monitoramento. Uma investigação feita pelo site Motherboard constatou que T-Mobile, Sprint e AT&T, as três maiores operadoras de telefonia celular dos EUA, estão rastreando a localização de seus clientes – e, pior ainda, vendendo essa informação para qualquer pessoa por apenas 3 dólares.


Veja também

Conheça quatro invenções futuristas que podem chegar em 2019 e mudar a saúde da humanidade


As operadoras coletam a localização de todos os celulares em tempo real, e comercializam os dados para empresas pouco conhecidas, como Securus, Zumigo e Microbilt, que então revendem as informações para quem estiver interessado. Basta fornecer o número do celular de uma pessoa, e pagar uma taxa que de 3 a 5 dólares, para monitorar todos os passos dela.

 

Segudo o Motherboard, esse serviço tem sido usado por detetives, cobradores e vendedores de carros – mas não há controles para impedir que ele seja empregado por assaltantes ou stalkers. Ao contrário do que acontece com o monitoramento do Google, o monitoramento das operadoras não pode ser desativado.


Questionadas pela imprensa dos EUA, as operadoras alegaram que não sabiam do que estava se passando, e irão rever suas políticas de coleta e comercialização de dados. Mas essa promessa é questionável. Em 2018, descobriu-se que as quatro maiores operadoras de celular do país estavam vendendo dados de localização para uma empresa chamada LocationSmart.

 

Segudo o Motherboard, esse serviço tem sido usado por detetives,

cobradores e vendedores de carros (Foto: Getty Images)

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.

 

A prática gerou escândalo e recebeu críticas no Senado dos EUA, e as operadoras disseram que não fariam mais isso. Mas, como comprova a nova investigação, fizeram.

 

Super Interessante

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2018. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.