Notícias

Compartilhar Imprimir

S.O.S Comunidade

18/02/2019

Prefeitura conclui Diagnóstico sobre Infestação do Aedes até segunda-feira

Compartilhar:

Foto: José Nildo / Semsa

A meta é atingir aproximadamente 28 mil imóveis em Manaus

A Prefeitura de Manaus já concluiu o Diagnóstico da Infestação do Aedes aegypti, iniciado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) no dia 4 de fevereiro, em 57 dos 63 bairros de Manaus. Os trabalhos foram encerrados nas Zonas Leste e Oeste, e até segunda-feira, 18/2, o diagnóstico será finalizado nos bairros das Zonas Sul e Norte.


O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, explica que o diagnóstico sobre a infestação do Aedes em Manaus é realizado periodicamente com o objetivo de obter informações sobre o nível de risco do município para as doenças transmitidas pelo mosquito, a dengue, zika e chikungunya.

 

Veja também 

Artista amazonense Number Teddie lança novo single e primeiro videoclipe


“A metodologia de trabalho consiste em visitas domiciliares, realizadas por agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, para identificar e coletar as larvas do mosquito, eliminando potenciais criadouros. A meta é atingir aproximadamente 28 mil imóveis em Manaus, selecionados por amostra representativa em todos os bairros”, informa Marcelo Magaldi.


De acordo com chefe do Núcleo de Controle da Dengue da Semsa, Alciles Comape, após a conclusão do diagnóstico de infestação do Aedes, os dados serão consolidados para a elaboração do Mapa de Vulnerabilidade dos bairros, identificando os locais de baixo, médio ou alto risco, definindo as ações prioritárias de combate ao mosquito.


“Normalmente, o levantamento do índice de infestação do Aedes nos imóveis identifica problemas como a falta de conscientização sobre a importância do manuseio correto de depósitos tipo lixo recipientes, principalmente em espaços como o pátio, jardim e quintal da casa. Outra ocorrência são alguns depósitos de água, camburões, caixa d’água e tanques, sem proteção adequada para evitar a proliferação do mosquito. Os agentes também detectaram um aumento na identificação dos chamados depósitos móveis, como o prato de vaso de plantas, do próprio vaso e de garrafas que podem acumular água. Cada situação desse tipo pode aumentar o risco para a proliferação do Aedes e, assim, causar um maior número de casos de doenças”, alerta Alciles.


Risco


No Diagnóstico de Infestação do Aedes aegypti realizado em janeiro de 2018, o percentual de imóveis com focos de mosquito apresentou Índice de Infestação de 3,0%, o que representa Médio Risco para as doenças transmitidas pelo Aedes (médio risco compreende valores entre 1,0 e 3,9).

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.


No mês de outubro de 2018, foi realizado um novo diagnóstico, que apresentou um Índice de Infestação de 1,1%, mantendo Manaus em Médio Risco.

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.