Notícias

Compartilhar Imprimir

Plantão Policial

13/06/2018

Traficante é preso e leva polícia a uma área de mata onde funcionava um 'tribunal de crime' para torturas e assassinatos no bairro do Novo Aleixo

Compartilhar:

Foto: Divulgação

"Marcelinho" foi preso e confesso como funcionavam os assassinatos e sepultamento das vítimas

Uma área de mata fechada situada no bairro do Novo Aleixo era usada para execução de criminosos e ocultação de seus cadáveres, que eram enterrados em covas pelos próprios assassinos, apontados como integrantes de uma facção criminosa ligada ao tráfico de drogas naquela área da Zona Norte de Manaus.


A polícia descobriu o local na tarde dessa terça-feira, 12, e informou quer era naquele terreno funcionava uma espécie de  "tribunal de crime' onde os traficantes julgavam, torturavam, assassiavam e depois enterravam seus desafetos.


O sargento PM Saraiva Gmes, membro da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), disse que tudo foi descoberto a partir da prisão do traficante e assassino Marcelo dos Santos Gomes, o "Marcelinho", de 30 anos, que contou como tudo acontecia e ainda levou os policiais ao local onde estava enterrado o cadáver de um homem.

 

Corpo de Bombeiros foi acionado para desenterrar o cadáver

 

Uma barraca de lona e várias ferramentas

foram encontradas no local


"Marcelinho" foi preso em sua casa no núcleo 16 do bairro da Cidade Nova, Zona Norte da capital amazonense, e no interrogatório confessou tudo antes de levar a equipe da Seaop à área de mata onde foram encontrados o corpo e ferramentas como picareta, enxadas, pás, facas e terçados usados nos assassinatos e sepulamentos das vítimas.


De acordo com Marcelo Gomes, o homem encontrado no terreno foi assassinado no último final de semana pelos traficantes que fazem parte do "conselho de sentença" do "tribunal' e foi desenterrado com ajuda do Corpo de Bombeiros, que enviou uma equipe ao local após solicitação da Secretaria de Segurança.


A polícia deve retornar ao local nas próximas horas porque tudo indica que devam existir outros corpos enterrados ali, salientou um dos policiais da Seaop, depois de confirmar também que "Marcelinho" citou nomes de vários traficantes que comandam grupos criminosos no bairro do Novo Aleixo e sentenciam traficantes inimigos à morte.

 

Equipe do IML levou o corpo do local com

ajuda de moradores (Fotos: Divulgação) 


O corpo do homem encontrado na área de mata permanece no Instituto Médico Legal (IML) sem nenhuma identificação mas o exame de necrópsia já confirmou que ele tinha marcas de tortura e sua morte foi provocada por muitos facadas e um golpe profundo na cabeça que teria sido produzido pela picareta encontrada no terreno.


A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) já está trabalhando paralelamene com a Seap na investigação desse "tribunal" e outras prisões de envolvidos devem acontecer dentro das próximas horas a partir do depoimento e delações do traficante "Marcelinho".

Comentários

dinho - 13/06/2018
pega esse marcelinho e joga ele pro pcc. pronto!! amanha ele esta morto.

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2018. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.