13 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Concursos
07/07/2024

Concurso: prazo para devolução da taxa de inscrição do CNU acaba hoje

Foto: Reprodução

Se o candidato desistiu de prestar a prova do Concurso Nacional Unificado, ele pode pedir a taxa de inscrição de volta. Saiba como

Com o edital e o novo cronograma do Concurso Público Nacional Unificado (CNU) divulgados na última quinta-feira (4/7), os candidatos tomaram conhecimento de certas datas fundamentais. Uma delas é a da devolução da taxa de inscrição dos desistentes.

 

Nesse caso, só houve três dias para a decisão. E este domingo (7/7) é a data-limite para essa solicitação. O certame, marcado inicialmente para 5 de maio, foi suspenso devido à calamidade pública no Rio Grande do Sul. Agora, ele será em 18 de agosto.

 

Para pedir o reembolso, a pessoa precisa fazer a solicitação diretamente na plataforma do concurso.Quem mora no Rio Grande do Sul, estado atingido por enchentes desde maio, pode alterar a cidade onde faria a prova. Da mesma forma, quem prestaria o concurso em alguma cidade gaúcha também pode alterar o local.Se outro evento excepcional atingir 0,5% dos inscritos, uma prova extraordinária será realizada para os inscritos afetados.

  

Veja também 

 

Concurso Correios: previsão de edital em setembro; 3,2 mil vagas!

 

Ministério da Pesca abre inscrições para concurso com 264 vagas e salário de R$ 6,1 mil; veja como participar

 

Inicialmente, as provas seriam aplicadas em 5 de maio, mas devido às fortes chuvas que atingiram o estado gaúcho na época, o governo federal decidiu remarcar o Concurso Unificado para garantir a “democratização e inclusão da maior parte de brasileiros no processo”, de acordo com a ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck.

 

Agora, mais de 2,6 milhões de candidatos esperam o momento de participar do primeiro concurso público realizado de forma conjunta entre órgãos do governo federal. A prova será aplicada nos moldes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No total, o CNU ofertará 6.640 vagas distribuídas em 21 órgãos da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. O MGI espera a participação de mais de 2,65 milhões de candidatos nos dias da prova.Flourish logoA Flourish bar chart race.

 

 CONFIRA A DISTRIBUIÇÃO

 

Bloco 1 – Administração e Finanças Públicas (727 vagas)

 

Bloco 2 – Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação (597 vagas)


Bloco 3 – Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário (530 vagas)


Bloco 4 – Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (971 vagas)


Bloco 5 – Políticas Sociais, Justiça e Saúde (1.016 vagas)


Bloco 6 – Trabalho e Previdência (359 vagas)


Bloco 7 – Dados, Tecnologia e Informação (1.748 vagas)


Bloco 8 – Nível Intermediário (692 vagas)


CRONOGRAMA DO CNU


A nova data de aplicação do Concurso Unificado é 18 de agosto. Como adiantado pelo Metrópoles, o mês mais provável para a realização das provas do concurso público seria agosto. Além disso, os resultados serão divulgados em 21 de novembro e a convocação dos novos servidores públicos ocorrerá apenas em janeiro de 2025.Confira o novo cronograma:

 

Publicação do cronograma completo: 4 de julho;


Pedido de reembolso para aqueles que não podem ou não querem mais realizar o CNU na nova data: 5 a 7 de julho;


Abertura do sistema para candidatos aptos a solicitar alteração do local de prova: 5 a 7 de julho;


Acesso aos cartões de confirmação: 7 de agosto;


Provas objetivas e discursiva: 18 de agosto;


Divulgação dos cadernos de provas: às 20h de 18 de agosto;


Divulgação preliminar dos gabaritos das provas objetivas: 20 de agosto;


Divulgação dos resultados finais: 21 de novembro;


Início da convocação de aprovados para posse: janeiro de 2025.


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assinou, também nessa quinta-feira, decreto autorizando uma possível aplicação das provas do “Enem dos concursos” em data extraordinária. A decisão está presente no Diário Oficial da União (DOU).Com isso, a aplicação em datas extraordinárias só ocorrerá nos seguintes casos:

 

Se o evento atingir o quantitativo mínimo de candidatos (0,5%) a ser estabelecido em ato da autoridade máxima do MGI;


Se houver prévia solicitação da empresa contratada para a aplicação das provas do CNU, com a indicação das áreas atingidas e justificativa da impossibilidade logística de realização do certame;


Se candidatos inscritos no certame tiverem sido atingidos pelo evento excepcional e imprevisível; e


Se houver decisão discricionária da administração pública federal, sem gerar direito subjetivo do candidato de exigir a aplicação extraordinária.


Aqueles que fizerem a prova em data extraordinária vão concorrer para vagas suplementares das originais. Além disso, um novo edital será publicado e novas provas serão desenvolvidas e aplicadas. O MGI destacou que serão mantidos os percentuais das cotas.

 

LOCAL DE PROVAS DO CONCURSO


O cartão de confirmação de inscrição do concurso, com os locais de prova, será divulgado em 7 de agosto, segundo novo cronograma. Para consultá-lo, basta entrar no site oficial do CNU, fazer login com os dados da conta gov.br e acessar a “Área do Candidato”.

 

Em entrevista nesta quinta-feira, Dweck reforçou que “praticamente todos” os locais de provas permaneceram os mesmos. Contudo, o MGI ainda recomenda que os candidatos confiram o documento, para confirmar se houve alteração no local de prova.Se o evento atingir o quantitativo mínimo de candidatos (0,5%) a ser estabelecido em ato da autoridade máxima do MGI;


Se houver prévia solicitação da empresa contratada para a aplicação das provas do CNU, com a indicação das áreas atingidas e justificativa da impossibilidade logística de realização do certame;


Se candidatos inscritos no certame tiverem sido atingidos pelo evento excepcional e imprevisível; e


Se houver decisão discricionária da administração pública federal, sem gerar direito subjetivo do candidato de exigir a aplicação extraordinária.

 

Aqueles que fizerem a prova em data extraordinária vão concorrer para vagas suplementares das originais. Além disso, um novo edital será publicado e novas provas serão desenvolvidas e aplicadas. O MGI destacou que serão mantidos os percentuais das cotas.

 

LOCAL DE PROVAS DO CONCURSO

 

O cartão de confirmação de inscrição do concurso, com os locais de prova, será divulgado em 7 de agosto, segundo novo cronograma. Para consultá-lo, basta entrar no site oficial do CNU, fazer login com os dados da conta gov.br e acessar a “Área do Candidato”. Em entrevista nesta quinta-feira, Dweck reforçou que “praticamente todos” os locais de provas permaneceram os mesmos. Contudo, o MGI ainda recomenda que os candidatos confiram o documento, para confirmar se houve alteração no local de prova.

 

Se o evento atingir o quantitativo mínimo de candidatos (0,5%) a ser estabelecido em ato da autoridade máxima do MGI;


Se houver prévia solicitação da empresa contratada para a aplicação das provas do CNU, com a indicação das áreas atingidas e justificativa da impossibilidade logística de realização do certame;


Se candidatos inscritos no certame tiverem sido atingidos pelo evento excepcional e imprevisível; e


Se houver decisão discricionária da administração pública federal, sem gerar direito subjetivo do candidato de exigir a aplicação extraordinária.


Aqueles que fizerem a prova em data extraordinária vão concorrer para vagas suplementares das originais. Além disso, um novo edital será publicado e novas provas serão desenvolvidas e aplicadas. O MGI destacou que serão mantidos os percentuais das cotas.

 

HORÁRIOS DAS PROVAS


O exame será aplicado em dois turnos no domingo de 18 de agosto: pela manhã e pela tarde. A expectativa do governo é aplicar as mesmas provas do CNU, recolhidas após a tragédia no RS, em 18 de agosto.

 

O MGI garante que “não houve qualquer violação” em nenhum dos materiais, reforçando que todos os malotes foram “checados, um a um, por membros da rede de segurança”. A pasta da Gestão e Inovação destacou que “após o adiamento causado pelo desastre no Rio Grande do Sul, todos os 18.757 malotes de prova foram recolhidos em todo o Brasil para um local seguro”.

 

Conforme o novo cronograma, no turno da manhã, os portões serão abertos às 7h30 e fecharão às 8h30, e o exame terá duração de duas horas e meia. Enquanto pela tarde, a abertura dos portões ocorrerá às 13h e o fechamento será às 14h, e a prova terá duração de três horas e meia.Vale ressaltar que o tempo mínimo de permanência nos locais de provas, em ambos os turnos, é de duas horas. O candidato que sair antes desse período será eliminado do concurso.

 

Manhã:

 

A prova deverá ser feita entre 9h e 11h30. Confira o tipo de questões:

 

Blocos 1 a 7 (ensino superior): 20 questões objetivas sobre conhecimentos gerais e uma questão dissertativa de conhecimento específico


Bloco 8 (ensino médio): 20 questões objetivas sobre conhecimentos gerais e redação

 

Tarde:

 

A prova deverá ser concluída entre 14h30 e 18h. Confira o tipo de questões:

 

Blocos 1 a 7 (ensino superior): 50 questões objetivas de conhecimentos específicos, com provas diferentes para cada bloco temático


Bloco 8 (ensino médio): 40 questões objetivas


O que pode e o que não pode levar?


O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos estabeleceu uma série de novas medidas para a primeira edição do “Enem dos Concursos”. Veja a seguir:

 

O que pode levar:

 

cartão de confirmação — impresso ou pelo aplicativo
documento de identidade original com foto
caneta preta transparente
alimentos em embalagens transparentes, que devem estar lacrados. Entre eles, a garrafa de água
recomenda-se o uso de roupas leves e confortáveis


Não pode:

 

acessórios como: relógio, óculos escuros, chapéu, boné, gorro etc
canetas coloridas
alimentos fora de embalagens transparentes
Serão eliminados do CNPU:

 

Os candidatos podem ser eliminados caso estejam com aparelhos sonoros, fonográficos, de comunicação ou de registro, eletrônicos ou não, tais como:

 

agendas eletrônicas e(ou) similares
gravadores
pendrive
mp3 player e/ou similar
fones de ouvido
chaves com alarme

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram


relógios de qualquer natureza
telefones celulares
microcomputadores portáteis e/ou similares

 

O MGI manteve a decisão de não permitir que os candidatos fiquem com os cadernos de provas após a aplicação, seja no turno da manhã ou da tarde. Além disso, é proibido fazer qualquer tipo de anotação do gabarito na folha de papel do cartão de inscrição.
 

Fonte: Ditreção Dos Concursos

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.