NOTÍCIAS
Plantão Policial
26/11/2020

DEAAI investiga caso de menina de 11 anos que foi estuprada pelo meio irmão

Compartilhar:
Foto: Reprodução

O autor foi ouvido na delegacia, na tarde desta quinta-feira, e confessou ser autor dos abusos sexuais contra a irmã

A Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), da Polícia Civil do Amazonas, investiga o estupro de vulnerável cometido contra uma menina de 11 anos, pelo meio irmão da vítima, um adolescente de 17 anos. O crime foi denunciado na manhã desta quinta-feira (26.11), quando a mãe da vítima foi até a delegacia. De acordo com a Polícia Civil, a menina está grávida de aproximadamente sete meses do meio irmão. A mãe da menina procurou a polícia na tentativa de conseguir que a gravidez seja interrompida.

 

Segundo a delegada Elizabeth de Paula, titular da Deaai, quando a mãe da menina denunciou o crime, ela foi encaminhada para o atendimento psicossocial da especializada, onde foi ouvida por uma psicóloga e uma investigadora. A vítima também prestou depoimento e afirmou que a violência sexual aconteceu quando a mãe saiu de casa e deixou a filha com o meio irmão. O crime ocorreu em Boa Vista, Roraima, mas atualmente eles residem em Manaus.

 

“A delegacia está tomando as providências iniciais, pedir a requisição de corpo de delito, ouvir o autor, já que ele está residindo aqui, em Manaus, e encaminhar para outro estado porque na verdade esse fato não se deu em Manaus, sendo assim, estamos cumprindo as diligências preliminares para encaminhar o procedimento para o estado de origem”, explicou.

 

Veja também

 

Motorista de aplicativo vive momentos dramáticos após ser sequestrado por quadrilha na Zona Norte de Manaus

 

Presidiário do regime semiaberto e com tornozeleira eletrônica é preso com pistola calibre 380 na Zona Norte de Manaus

 

Ainda conforme a delegada, todos os procedimentos serão feitos, mas cabe à Justiça de Roraima decidir se a gravidez pode ou não ser interrompida. “Após ouvir o autor, a especializada vai concluir o procedimento e a mãe vai constituir um advogado ou solicitar da defensoria pública para pedir da Justiça que a menina interrompa a gravidez”, afirmou Elizabeth.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram 

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

O autor foi ouvido na delegacia, na tarde desta quinta-feira, e confessou ser autor dos abusos sexuais contra a irmã. Os procedimentos serão concluídos pela Deaai e encaminhados para Justiça.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.