Notícias

Compartilhar Imprimir

Manaus

19/06/2019

Moura Tapajóz sedia capacitação de profissionais do programa ‘Mais Médicos’

Compartilhar:

Foto: Divulgação / Semsa

Os encontros periódicos são importantes para fortalecimento da política de educação permanente

 A Maternidade Dr. Moura Tapajóz (MMT), da Prefeitura de Manaus, sediou nesta terça-feira, 18/6, no auditório da unidade localizada na Compensa, Zona Oeste, novo “Encontro de Supervisão Locorregional do Projeto Mais Médicos para o Brasil (PMMB)”.

 

Tuberculose e hipertensão arterial foram os temas da capacitação, que acontece a cada três meses em um espaço coletivo de ensino-aprendizagem, no qual as práticas e as realidades de saúde vivenciadas pelos médicos podem ser compartilhadas e aperfeiçoadas.

 

O “Encontro de Supervisão Locorregional” foi organizado sob a supervisão dos médicos Celso Maués, Nicolás Heufemann, Zélia Campos e Nélia Mendonça.

 

“É importante repassarmos as informações e especificidades do tratamento da tuberculose, para alinharmos as ações de enfrentamento dessa doença, que tem alta incidência em adultos na cidade de Manaus”, avaliou o médico infectologista Alexandre Souza, responsável pela primeira capacitação. “É necessário que o médico tenha consciência não apenas do tratamento correto, mas também da necessidade de constante supervisão, pois o tratamento é longo e deve ser seguido à risca até o fim”, destacou o infectologista.

 

Veja também 

 

 

FCecon abre inscrições para Programa de Apoio à Iniciação Científica

Manaus amplia ações de fomento ao empreendedorismo e geração de emprego e renda

 

A médica do projeto Mais Médicos, Zélia Campos, mencionou que os números de incidência de tuberculose no Estado do Amazonas são preocupantes. “São muitos casos novos. Precisamos nos certificar de que todos os pacientes concluam o tratamento, para que não seja criada uma resistência ao medicamento”, explicou.

 

A segunda palestra, a respeito das diretrizes e orientações de hipertensão arterial, foi de responsabilidade da médica nutróloga, preceptora da residência de Medicina de Família e Comunidade da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e também supervisora do projeto Mais Médicos, Nélia Mendonça.

 

“É fundamental que haja uma abordagem integrada sobre hipertensão arterial. Muitas vezes, por exemplo, a hipertensão não é uma doença e sim um sintoma de outra doença, e os médicos da atenção básica também devem estar preparados para fazer essa avaliação”, esclareceu a nutróloga.

 

Os encontros periódicos são importantes para fortalecimento da política de educação permanente, por meio de discussões de caso, atualizações sobre manejos e protocolos clínicos e, especialmente, pela troca de experiências. “Precisamos levar em consideração as características e as singularidades de cada vivência, bem como as especificidades regionais, pois, mesmo sendo municípios da mesma região, temos realidades diferentes”, explicou Zélia Campos.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.

 

 

Mais Médicos

 

O Projeto Mais Médicos para o Brasil (PMMB) foi instituído no âmbito do programa Mais Médicos, que faz parte de um planejamento para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), por intermédio de investimentos em infraestrutura de hospitais e unidades básicas de saúde, além de proporcionar maior número de profissionais médicos para regiões onde havia déficit. A coordenação do projeto Mais Médicos é realizada pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério da Saúde (MS), que determinam as regras de funcionamento desse projeto, por meio de aparatos normativos e técnicos, elaborados por ambos.

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.