NOTÍCIAS
Plantão Policial
29/06/2020

Operação da Secretaria de Segurança Pública prende em Manaus 28 traficantes e homicidas que fraudaram e receberam o Auxílio Emergencial do Governo Federal

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Secretário Bonates e delegada geral Emília Ferraz revelaram detalhes da operação durante a coletiva com a imprensa

Vinte e oito criminosos que respondem a processos na Justiça por tráfico de drogas e homicídios tiveram os mandados de prisão cumpridos durante a “Operação Afronta ao Auxílio Emergencial” realizada durante o período de uma semana pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas.


Em uma entrevista coletiva realizada às 11h30 da manhã desta segunda-feira, 28, o secretário Louismar Bonates confirmou que os criminosos fraudaram e conseguiram receber parcelas pagas pelo Governo Federal para pessoas de baixa renda durante a pandemia do coronavírus.


A operação teve início na segunda-feira da semana passada e no total foram cumpridos 32 mandados judiciais que estavam em aberto e 28 desses presos, são traficantes e homicidas, que se beneficiaram de forma criminosa do Auxílio Emergencial.

 

Veja também

 

Pistoleiros executam homem na frente do filho de seis anos no bairro de São José Operário, Zona Leste de Manaus

 

IMAGENS FORTES! Homem fica gravemente ferido após ser atropelado por motociclista em Avenida da Zona Leste de Manaus

 

O secretário disse ainda que nesta primeira fase da operação a polícia cumpriu mandados em abertos de acusados de homicídio, tentativa de homcídi, tráfico de drogas e desse total,15 desses indivíduos respondem processos por eram relativos a assassinatos.


Os criminosos que receberam parcelas do Auxílio Emergencal não preencheram os pré-requesitos para receber o benefício do Governo Federal e de forma falsa, ficaram credenciados e a partir de agora também vão responder pelo crime de estelionato.

 

De acordo com o secretário e a delegada geral foi uma semana

inteira de operação em Manaus (Foto: Divulgação) 


A delegada geral Emília Ferraz também participou da coletiva para divulgação do resuiltado da operação e endossou as palavras do secretário de Segurança Louismar Bonates afirmando que “Quem tem mandado em aberto por crimes não podem receber o auxílio".


O secretário e a delegada geral revelaram que ao todo a Controladoria Geral da Unão (CGU) enviou 559 nomes para serem apurados se receberam o auxílio de forma irregular e desses foram comprovados irregularidades em nomes de 321 pessoas.


A polícia apurou que de todos os investigados 32 criminosos estavam mandados de prisão decretados pela Justiça do Estado do Amazonas e de maneira alguma estavam aptos a receber o benefício que vem sendo pago em parcelas pelo Governo Federal.


Todos os presos na Operação foram recolhidos às unidades do Sistema Penitenciário e além dos crimes que já respondem na Justiça, segundo salientou o secretário de Segurança, vão ter que devolver o dinheiro recebido de forma fraudulenta e também passam a responder por crimes de falsidade ideológica e estelionato.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.
Entre no nosso Grupo de WhatApp
 

O secretário e a delegada encerraram a coletiva com a imprensa dizendo que a “Operação Afronta ao Auxílio Emergencial” terá outras fases no Amazonas e que esta foi apenas a primeira delas, em que foi obtido sucesso absoluta com o cumprimento de todos os mandados de prisão preventiva.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.