Notícias

Compartilhar Imprimir

Interior em Destaque

04/06/2019

Vereador Álvaro Campelo denuncia ação de piratas em Tonantins

Compartilhar:

Foto: Divulgação

O parlamentar ressaltou os problemas causados pelas ações dos criminosos e cobrou ações mais efetivas por parte do Governo do Estado no reforço do policiamento fluvial

O aumento do número de assaltos por piratas nos rios do Amazonas, em especial no município de Tonantins, foi denunciado pelo deputado Álvaro Campelo (Progressistas), em Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta terça-feira, (04).

 

O parlamentar ressaltou os problemas causados pelas ações dos criminosos e cobrou ações mais efetivas por parte do Governo do Estado no reforço do policiamento fluvial.

 

De acordo com o deputado, a denúncia chegou até ele, através de um vídeo enviado pelo vereador Marquinhos, de Tonantins, e confirmada por lideranças do município. “Venho aqui pedir à Secretaria de Segurança Pública (SSP) que medidas urgentes sejam tomadas, pois os assaltos estão ocorrendo diariamente, em plena luz do dia. Armados com armas de grosso calibre, esses criminosos, extremamente violentos, estão impedindo até mesmo o trabalho de agentes de saúde nas comunidades do interior. Isso não pode continuar”, afirmou Campelo.

 

Veja também 

Aleam presta homenagem ao Rotary Club pelos 85 anos de atuação no Amazonas

 

Durante seu pronunciamento, o parlamentar exibiu o vídeo, de cerca de 30 segundos, que mostra a ação dos piratas, sem que houvesse nenhuma reação da população. Álvaro Campelo foi aparteado pelos deputados Belarmino Lins (Progressistas) e Cabo Maciel (PR), que lhe parabenizaram pela iniciativa de levar à Aleam um tema que vêm preocupando moradores de todo interior do Estado, em especial, da calha do Alto Solimões.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter. 

 

Além dos danos causados aos moradores de Tonantins, os crimes têm forte impacto sobre as atividades econômicas do município. Segundo dados do Sindicato das Empresas de Navegação Fluvial do Amazonas (Sindarma), o prejuízo causado às empresas de navegação, passa da ordem dos R$ 150 milhões anualmente. No Amazonas, mais de 800 mil pessoas usam embarcações, como principal meio de transporte.

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.