Notícias

Política no Amazonas

Por Lúcio Carril - Sobre o artigo de Vladimir Safatle: Como a esquerda brasileira morreu

Compartilhar:

Foto: Lúcio Carril é sociólogo e especialista em gestão e políticas públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

*Por Lúcio Carril - Tenho recebido mensagens de amigos e amigas pedindo minha opinião sobre o artigo do filósofo Vladimir Safatle intitulado "Como a esquerda brasileira morreu".

 

Li com atenção a reflexão de Safatle e dela colhi mais preocupação com o avanço da direita no Brasil do que uma tentativa de desqualificação do campo onde ele próprio atua.

 

O imobilismo da esquerda brasileira é um fator histórico sim, mas não em decorrência das suas alianças de classes ou de um questionável "populismo de esquerda". O questionamento correto, na minha concepção, seria de como a esquerda brasileira não se constituiu como força política motriz.

 

O Brasil vive até hoje derrapando nas suas experiências democráticas. Não tem uma história de democracia que possibilitasse a formação de partidos políticos fortes e instituições republicanas duradouras. São pouquíssimos os nossos períodos de vida democrática.

 

O que mais marca nossa história são golpes, quarteladas e fraudes contra o sistema político criado por quem governa ou se mantém no poder.

 

A esquerda brasileira não morreu porque não se criou até uma vida adulta e um fenecimento prematuro não seria merecedor de contextualização histórica.

 

O campo de existência e disputa política é na democracia, mesmo na democracia burguesa, caracterizada pela representação de classe e de estratos sociais.

 

O período democrático mais longo da nossa história foi vivido de 1985 até 2016, quando um novo golpe, com uma nova forma, foi dado, abrindo possibilidades de supressão das liberdades democráticas dentro de um jogo de cartas marcadas.

 

Estamos diante de um novo quadro de interrupção da experiência democrática e o Brasil segue no seu caminho de um país frágil politicamente. Enquanto deveríamos estar lutando por qualidade de vida, voltamos à defesa da democracia. Eis uma causa do nosso atraso econômico e nossa extrema desigualdade social.

 

A esquerda brasileira ainda não teve tempo de mostrar e consolidar um projeto de mudança e transformação social. Continua buscando se firmar na disputa política e na identidade de classe, papel difícil num estado autoritário.

 

Vi nas mídias sociais uma tentativa oportunista de tentar vincular a análise de Safatle a atuação do PT como maior partido de esquerda do país. Não me estranhou, pois a direita respira por vários aparelhos e a todo momento tenta tirar do jogo ou desqualificar seu principal opositor. Para os inimigos da democracia o PT é um inimigo a ser combatido e morto. E tem gente que diz jogar no campo da esquerda para melhor atuar no fortalecimento e na manutenção das estruturas existentes.

 

A crítica sempre terá a função de construir, mesmo quando vem devastadora. Não cabe a instrumentalização oportunista da análise do Vladimir Safatle para fortalecer a direita.

 

*Lúcio Carril é sociólogo e especialista em gestão e políticas públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

COMENTÁRIOS
Matusalem - 18/02/2020
O UNICO PETRALHA LISO, é o Lucio Carril, é melhor parar de escrever e ficar como flanelinha aí no estacionamento do Zacarias....kkk
COITADO - 17/02/2020
NÃO TEM DIREITA OU ESQUERDA NESSE PAÍS. TEM OS IGNORANTES E OS NÃO-IGNORANTES. OS IGNORANTES E MALDOSOS ESTÃO SEMPRE PREGANDO E DISSEMINANDO A DISCÓRDIA E A DESUNIÃO! OS MALDOSOS E OPORTUNISTAS ESTÃO SEMPRE APONTANDO INIMIGOS E CULPANDO ALGUÉM POR CRISES, CRIMES ATRASOS E DERROTAS! LÚCIO CARRIL NÃO É MELHOR QUE BOLSONARO. NÃO É MELHOR QUE WILSON LIMA OU ARTHUR NETO! O PROBLEMA MAIOR DO BRASILEIRO HOJE É A SUA INCAPACIDADE DE OLHAR PRA SI MESMO COMO RESPONSÁVEL PELO PAÍS.
Prof. Adílio - 17/02/2020
Parei de ler na parte que ele diz que o impeachment da Dilma foi golpe! Só faltou dizer que o FHC era um governo de direita!rsrsrsrsr um brincante!
jacks - 17/02/2020
a esquerda no br morreu por causa de idiotas como vc LÚCIO CARRIL. analfabeto funcional.
Chico Sulivan - 17/02/2020
Na verdade a esquerda sempre foi podre, e se fazia de boazinha, após 16 anos de roubalheira o brasileiro descobriu que Lula, Aécio, Renan, Marina Silva, Marcelo Frouxo, Maria do Usuário, Botafogo Maia e seus partidos são todos calhordas ladrões, que agora tentam atrapalhar quem quer reconstruir o Brasil! _I_
Leigo sem diploma - 17/02/2020
NÃO PRECISO LER ESSAS MERDAS PARA SABER POR QUÊ A ESQUERDA BRASILEIRA MORREU. A ESQUERDA BRASILEIRA E A ESQUERDA EM GERAL É UMA IDÉIA MORTA, PELO SIMPLES FATO DE SER PARASITA E UM PARASITA MORTAL. VEJAM A AMEBA VIVE ANOS SE MULTIPLICANDO ATÉ QUE UM DIA ECLODE EM DORES E CRISES LEVANDO SEU HOSPEIRO À MORTE. DE SORTE, OBSERVAMOS COMO FOI ESSE PROCESSO NOS ULTIMOS ANOS DEPOIS QUE OS MILITARES SAIRAM DO PODER. HOUVE UM SISTEMA PARASITÁRIO, ONDE SÓ SE FALA EM DIREITOS E NUNCA EM DEVERES, A EDUCAÇÃO VIROU UMA DROGA, E A DROGA SE TORNOU EDUCAÇÃO, TOMANDO AS UNIVERSIDADES E ESCOLAS. ANIQUILANDO A VIDA DE JOVENS QUE PODERIAM ESTAR EM OUTRO PATAMAR INTELECTUAL CONTRIBUINDO PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS. QUE FUTURO TEM UM PAÍS ONDE MATA INDISCRIMINADAMENTE SUA FORÇA PRODUTIVA??
Dr Cuca Beludo - 17/02/2020
Após 13 anos de DESgovernos corruptos e subversiva corrupto$$$$ ptralha$$$$, ninguém mais acredita nos e$querdopata$$$. Só defendem a destruição da familia, apoiam bandidos, jogam os negros x brancos, héteros x homossexuais, ricos x pobres. E estão todos milionários $$$$$$. São hipocritas e demagogos. Enfim, já estão manjado, o eleitor ja não cai mais nos contos dos e$quersopata$$$$. Fim
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Email:

Mensagem:

Leia também

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.