Notícias

Compartilhar Imprimir

Curiosidades

04/01/2017

Confira 5 estranhas teorias sobre a misteriosa morte da miss mirim Jonbenét Ramsey

Compartilhar:

Foto: Reprodução / Internet

Estranhas teorias sobre a misteriosa morte de Jonbenét Ramsey

O assassinato da miss mirim JonBenét Ramsey ainda segue como um dos grandes mistérios da crônica policial norte-americana.

 

A linda garota de apenas seis anos foi encontrada morta a golpes de porrete e estrangulada no porão de sua casa, no Colorado, na manhã seguinte ao Natal de 1996.

 

O crime chocou os Estados Unidos e, 20 anos depois, ainda permanece sem solução. O A&E, no especial O Assassinato de JonBenét: A Verdade Revelada apresenta detalhes nunca antes revelados sobre a trágica morte da garota.

 

Enquanto o crime segue em solução, inúmeras teorias e especulações já surgiram para explicar o caso. Os pais da menina teriam algum envolvimento? Um estranho fez tudo? Seria a garota, na verdade, a Katy Perry? Veja abaixo algumas das teorias.

 

Foto: Reprodução / Twitter

 

1 - Katy Perry é JonBenét Ramsey crescida

 

Tem muita gente que acredita que a cantora Katy Perry é JonBenét Ramsey crescida. Essa teoria (por mais absurda que pareça) é relativamente nova. Surgiu em 2014, quando um usuário do YouTube chamado Dave Johnson postou um vídeo detalhando todas as razões que ele acredita que Katy Perry e JonBenét Ramsey são, na verdade, a mesma pessoa. Ele fundamenta sua crença nas semelhanças físicas entre Perry e Ramsey. O vídeo também alega que os pais das suas são parecidos. Porém, há um detalhe nessa teoria: Perry nasceu em 1984 e Ramsey, em 1990... hum, elementar!

 

2 - Ritual satânico de Josef Mengele

 

Algumas teorias dizem que JonBenét foi vítima de um ritual satânico. Até aí é comum que surjam essas hipóteses em torno de crimes misteriosos. A curiosidade dessa teoria é que JonBenét Ramsey teria sido vítima de um ritual específico de sacrifício, supostamente realizado na véspera de Natal. O ritual, chamado "A última lâmpada da árvore de Natal", aparentemente, foi criado por Josef Mengele, um médico nazista que realizou experimentos humanos nos campos de concentração em Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial, e fugiu para o Brasil. Além disso, alguns teóricos da conspiração afirmam que "JonBet" é um termo da Fraternidade para o Diabo, tornando JonBenét a "vítima perfeita" para este ritual em particular.

 

3 - Papai Noel fantasiado teria cometido crime

 

Duas noites antes do assassinato de JonBenét, Bill McReynolds se fantasiou de Papai Noel na casa dos Ramsey. Segundo a CNN, na mesma noite, McReynolds deu a JonBenét um cartão que dizia: "Você receberá um presente especial depois do Natal". As coincidências bizarras dessa teoria começam aqui: a filha de McReynold foi sequestrada exatamente 22 anos antes em relação ao dia em que JonBenét foi achada morta.

 

Ainda mais preocupante é que a esposa de McReynolds, Janet, escreveu uma peça sobre uma garota que foi molestada em seu porão antes de ser assassinada, que é exatamente o que os investigadores acreditam ter acontecido com JonBenet.

 

O casal McReynolds foi absolvido de qualquer crime. Como a CNN relatou em 2006, "O casal cedeu cabelo, amostras de sangue e caligrafia, e foram, finalmente, afastados de qualquer envolvimento graças aos testes de DNA." Bill McReynolds morreu em 2002.

 

4 - Mãe teria cometido crime após ver marido molestando a filha

 

No livro "A Mother Gone Bad: The Hidden Confession of JonBenét's Killer" o psicólogo Andrew G. Hodges argumenta que uma possibilidade é que Patsy Ramsey flagrou seu marido molestando JonBenét e teve um ataque de raiva. Também especula-se que Patsy atacou a filha depois de descobrir que ela teria molhado a cama. Os pais da garota teriam então encenado um sequestro para encobrir o assassinato no porão da casa - foi encontrado um bilhete de resgate na cena do crime. O fato é que exames de DNA afastaram qualquer suspeita sobre o envolvimento da família Ramsey no assassinado da menina.

 

5 - O assassino se matou após a morte da garota

 

Um suspeito da morte da garota era Michael Helgoth, cuja família possuía um ferro-velho nos arredores de Boulder, a cidade onde morava a família Ramsey. Segundo Ollie Gray, um investigador particular contratado pelos Ramsey, "Helgoth e seus cúmplices cometeram o crime, não há dúvida".

 

Helgoth teria sido visto usando sapatos semelhantes aos de uma pegada encontrada no porão dos Ramseys. Um dos ex-colegas de trabalho de Helgoth também disse que ele estava agindo de maneira estranha na época do assassinato.

 

"No final de novembro, Helgoth me disse que ele e um parceiro iriam fazer muito dinheiro e que cada um iria receber cerca de US$ 50 mil ou US$ 60 mil", disse o ex-colega ao Daily Mail. "Eu nunca vou esquecer que estávamos caminhando em direção a sua casa e ele disse: 'Eu me pergunto como seria quebrar um crânio humano'. Fiquei espantado, achei muito estranho dizer isso". O mesmo ex-colega também afirmou que alguém próximo de Helgoth possuía uma gravação em que ele confessava o assassinato, mas a polícia nunca investigou isso. Helgoth foi encontrado morto logo após o assassinato de JonBenét. Sua morte foi considerada um suicídio.

 

Canal A&E

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2017. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.