NOTÍCIAS
Coisas do outro mundo
03/12/2019

'A morte é o fim para quem quer viver e não consequência da vida, pois ambas são antagônicas', afirma o sociólogo Lúcio Carril em mais um primoroso artigo

Compartilhar:
Foto: Reprodução

*Por Lúcio Carril - Não existe conforto para a morte. Mesmo os que acreditam numa vida pós ou no espírito não aceitam passivamente a morte e lutam pela vida sob qualquer circunstância.

 

A razão é simples: a vida nos impõe desafios para viver, idiossincrasias, imprevisibilidade e planejamento, coragem, buscas constantes.
A morte é o fim para quem quer viver e não consequência da vida, pois ambas são antagônicas.

 

As tragédias mutilam a vida dos que ficam, que terão que conviver com uma dor inconsolável.

 

A procura por conforto na religiosidade é admissível enquanto fuga da dor, mas é incongruente a tentativa de se atribuir à força metafísica a morte de inocentes ou a uma tragédia imprevisível.

 

Aos que foram, valeu pela vida. Aos que ficam, a luta pela vida. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.