NOTÍCIAS
Plantão Policial
04/09/2019

Advogado, motorista e dono de lava jato são presos com fuzil AR-15 e munições que seria usado em assalto a banco em Manaus

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Momento da prisão do advogado, motorista e o dono do lava jato

O advogado João Carlos Pinto de Araújo, 44, seu motorista Einar Valter Cruz Obando, 45, e o autônomo Rodrigo César Campelo Soares, 29, vulgo “Loirinho”, foram presos no começo da noite da última terça-feira com um fuzil AR-15.


A arma de fogo foi apreendida e os três homens foram presos pelos policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) após o recebimento de uma denúncia anônima.


De acordo com o delegado adjunto Demetrius Queiroz o advogado, o motorista e “Lourinho” foram acusados de planejar um assalto a uma agência bancária em Manaus e de trazer o fuzil de Manacapuru para ser usado no referido crime.

 

Veja também

 


IMAGENS FORTES! PRESIDIÁRIO CONHECIDO COMO 'JHONY AL-QAEDA' É EXECUTADO COM NOVE TIROS DE PISTOLA NO CENTRO DE MANAUS. VEJA VÍDEO

 

IMAGENS FORTES! MULHER É ENCONTRADA MORTA EM ÁREA DE CONDOMÍNIO DE LUXO NO BAIRRO DO TARUMÃ, ZONA OESTE DE MANAUS


Seguindo as informações recebidas através da denúncia anônima a equipe da DERFD seguiu para um posto de lavagem de carros na Rua Dona Mimi, bairro Morro da Liberdade, Zona Sul de Manaus onde os três homens marcaram um encontro.

 

Einar Valter e Rodrogio César foram os únicos apresentados

à imprensa durante a coletiva na DERFD


Quando os policiais chegaram ao local e confirmaram a presença do advogado João Carlos, de Einar Valter e Rodrigo César, fizeram a abordagem e durante a revista ao carro, modelo Corolla, encontraram o fuzil e 46 munições intactas.


A arma estava escondida no pára-choque traseiro do Corolla pertencente ao advogado que mesmo assim disse ao ser interrogado pelo delegado que desconhecia a procedência do fuzil e que também não sabia que ele estava no veículo.


Os três homens presos negaram que estivessem participando do plano de assalto a uma agência bancária em Manaus, reafirmaram e que desconheciam completamente a existência do fuzil encontrado no pára-choque traseiro do Corolla.

 

Delegado Demetrius Queiros reveloiu detalhes da prisão

do advogado e outros dois homens (Fotos: Divulgação)


Os policiais da DERFD investigaram a vida pregressa do advogado João Carlos e descobriram que ele foi preso pela Polícia Federal no município de Tabatinga, distante 1.108 quilômetros de Manaus e responde a processo por lavagem de dinheiro.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.


O motorista Einar Valter respondeu por crime de homicídio mas não chegou a ser julgado porque o crime prescreveu e “Loirinho” confessou que já tinha passagem na polícia, mas sem provas escapou de responder processos na Justiça.


Os três homens presos foram autuados em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo, foram apresentados em uma coletiva de imprensa na sede da DERFD e hoje à tarde seriam levados ao Fórum Henoch Reis para audiência de custódia.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.