NOTÍCIAS
Qualidade de Vida
15/11/2020

Alimentos para dieta detox: perca peso com um cardápio saudável. VEJA

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Saiba quais são os aliados e vilões do organismo no processo desintoxicante!

Você sabe quais são os alimentos para dieta detox que ajudam a emagrecer e reduzir as medidas sem prejudicar o organismo? Para esclarecer o assunto, conversamos com alguns especialistas da saúde , que explicaram o que deve ou não fazer parte do seu cardápio diário.

 

Os alimentos mais indicados para desintoxicar o organismo são frutas, folhas verdes, ervas, raízes e arroz integral. Além desses, a nutricionista funcional Analuiza Nogueira dos Santos destaca a importância da ingestão de líquidos : “A água é essencial para o funcionamento do organismo. No caso da desintoxicação, ela auxilia na filtragem de toxinas, diluindo e facilitando sua excreção”.

 

Atividades físicas, sauna e drenagem também colaboram para a eliminação de toxinas e para potencializar os benefícios da dieta detox. Confira agora quais são os melhores alimentos para incluir na sua dieta – e quais evitar!

 

Veja também

 

Confira como fazer 50 flexões em 30 dias: como conseguir completar esse desafio

 

Confira 6 minerais que ajudam a rejuvenescer

Alimentos para dieta detox: o que incluir na alimentação:


Chá verde e de hibisco


“O chá verde é um poderoso antioxidante. Possui xantinas, substâncias que aceleram o metabolismo e facilitam a mobilização de gorduras estocadas”, explica a nutróloga e médica ortomolecular Tamara Mazaracki. Do mesmo modo funciona o hibisco, que é diurético, laxante e termogênico.

 

Limão


Um dos alimentos perfeitos para a dieta detox é o limão , pois, além de ajudar na digestão, ele auxilia a manter o peso e equilibra os níveis de pH do sangue. Também contém vitamina C e substâncias que favorecem o funcionamento do fígado. Previne alguns tumores, facilita a eliminação de toxinas e tem potente atividade antioxidante.

 

Quinoa


Ganhando notoriedade no Brasil, o grão de origem andina melhora o funcionamento do intestino, varrendo as toxinas para fora do corpo. “É um alimento completo por ser boa fonte de proteína, ter baixa concentração de carboidrato e de gordura. Ainda é rica em ferro, fósforo, cálcio e vitaminas C, E e do complexo B”, diz a nutricionista Alessandra Coelho.

 

Abacaxi


Graças à presença da enzima bromelina, é um ótimo alimento para a dieta detox, pois é muito digestivo e facilita o funcionamento do estômago e a absorção de nutrientes.

 

Maçã


Essa fruta possui alta ação adstringente, ativa a liberação da bile e elimina as toxinas.

 

Pera


A pera é uma das frutas com mais fibras. Além disso, ela é um alimento rico em água (em média 84%) e poucas calorias (78 kcal por unidade), sendo um ótimo lanche para o dia a dia.

 

Melancia


Quanto mais água um alimento possui, mais diurético ele é. Por isso, a fruta, constituída por cerca de 90% de água, é tão eficiente no combate à retenção de líquidos, eliminando impurezas pela urina. A nutricionista Barbara Rescalli Sanches conta que “a melancia é rica em vitaminas e minerais que auxiliam no equilíbrio orgânico, além de possuir licopeno, poderoso antioxidante na prevenção de alguns tipos de câncer. Vasodilatadora, também favorece a circulação sanguínea, que, por sua vez, melhora o funcionamento dos órgãos”.

 

Banana


Embora seja considerada uma fruta de alto valor calórico, ela também possui alto teor de fibras (3 gramas por unidade), além de amidos que auxiliam na queima de gorduras. Por isso, também está entre os bons alimentos para dieta detox.

 

Tomate


Além de seus inúmeros benefícios para a saúde, ele é também rico em água (94,5%) e possui 1,5 gramas de fibra para cada 100 gramas do alimento.

 

Pepino


O pepino é constituído por 96,7% de água, podendo ser consumido à vontade nas saladas, por isso está entre os alimentos para a dieta detox.

 

Carambola


A sua casca é rica em fibras, o que ajuda a regular o intestino. Possui propriedades diuréticas e auxilia na desintoxicação do organismo. No entanto, essa fruta deve ser consumida moderadamente por quem possui problemas renais.

 

Gengibre


Conhecido por ajudar na queima de calorias, o gengibre também auxilia no tratamento da má digestão, da azia, do resfriado e da artrite. Como se não bastasse tudo isso, ele também tem propriedades adstringentes. Não há desculpas para não inclui-lo no seu cardápio!

 

Hortelã


O hortelã desintoxica o organismo e protege as células hepáticas contra poluentes, além de fortalecer o sistema circulatório e regularizar a função intestinal.

 

Alcachofra


Além de ajudar no funcionamento do fígado, a alcachofra contribui para o aumento da produção de bile no fígado, que é essencial na digestão dos alimentos.

 

Aspargos


Graças à função antioxidante, esse alimento age no combate ao envelhecimento e ainda é superindicado para a dieta detox.

 

Alho


O alho é um dos principais responsáveis por contribuir para o aumento da imunidade do organismo.

 

Dente-de-leão


Ótimo para desobstruir as vias biliares, o chá de dente-de-leão ajuda na digestão das gorduras. Além disso, o alimento previne hepatite e auxilia na recuperação da inflamação do fígado.

 

Beterraba


Rica em ferro, açúcares, vitaminas e sais minerais, essa hortaliça ajuda na eliminação do excesso de radicais livres e previne o desenvolvimento do câncer .

 

Brócolis


Além de regular o sistema cardiovascular e o sistema imunológico, o vegetal verde-escuro tem propriedades anti-inflamatórias.

 

Ameixa


Com poucas calorias, ela ajuda no controle da pressão arterial, no funcionamento do intestino e reduz a vontade de comer doces. “Uma ameixa média possui 2,5 gramas de fibras. Mas, atenção, estamos falando da ameixa fresca, pois a seca não possui água”, alerta a nutricionista Fernanda Moraes.

 

Couve


Além de possuir propriedades anti-inflamatórias e de controlar a pressão, essa verdura também melhora o funcionamento dos rins.

 

Capim-limão


Conhecido por ser uma ótima fonte de nutrientes, o capim-limão ajuda a aliviar dores de cabeça e age no bom funcionamento do fígado e dos rins. Além disso, a erva melhora a circulação e a digestão.

 

Erva de trigo


Ajuda no controle de açúcar no sangue e no bom funcionamento do fígado, por isso, está na lista dos alimentos para a dieta detox.

 

Gema de ovo


Por conter colina, a gema de ovo também age no processo de desintoxicação.

 

Linhaça


A semente de linho já ganhou fama por seus muitos benefícios… Fortalece o sistema imunológico, evita inflamações, alivia sintomas da TPM e menopausa, protege artérias e neurônios, facilita o trabalho do intestino e ajuda a controlar o diabetes. “Suas fibras são muito úteis na perda de peso, pois absorvem água e formam um gel que retarda o esvaziamento do estômago, aumentando a saciedade e ajudando a reduzir o apetite”, acrescenta a nutricionista Lilian Speziali.

 

Repolho


Rico em vitaminas A, C, E, K e do complexo B, o repolho ajuda na redução do colesterol e no melhor funcionamento do intestino.

 

Hortaliças brássicas (agrião, brócolis, couve-flor, repolho, rúcula, nabo e rabanete)


Essas hortaliças em geral são fontes de compostos enxofrados, que auxiliam na desintoxicação e no combate a alguns tipos de câncer.

 

Arroz integral


O arroz integral é fonte de vitaminas do complexo B e fibras, responsáveis pelo funcionamento intestinal, e atua excretando toxinas.

 

Boldo


O boldo facilita a digestão, estimula a produção da bile e tem efeito hepatoprotetor, diminuindo os danos causados por agentes químicos ao fígado.

 

Oleaginosas (castanha-do-pará, nozes, amêndoas)


As oleaginosas são fontes de selênio, mineral importante para combater elementos tóxicos, por isso estão entre os melhores alimentos para dieta detox.

 

Água


Presente em todos os tipos de dieta detox, a água é essencial para a eliminação das toxinas do corpo e também para a hidratação. Independente da sua alimentação, beber no mínimo 2 litros de água por dia é fundamental!

 

Alimentos não recomendados


Carne vermelha


Evite comer carne vermelha durante o processo detox, pois ela contém uma proteína de difícil digestão, que aumenta os gases e a distensão abdominal.

 

Açúcar


A ingestão de açúcar também deve ser evitada, já que não contém nenhum nutriente, alcaliniza o pH do organismo e ainda contribui para o crescimento de fungos que promovem o desequilíbrio intestinal.

 

Café


Os estudos são controversos quando se fala no grão, mas o que se sabe é que não é bom exagerar nem para menos, nem para mais. Ou seja, você pode consumir no máximo 4 xícaras (50 ml) por dia, para não ter problemas de dor de cabeça nem de elevação da pressão arterial.

 

Glúten e lactose


“O glúten é a principal proteína do trigo, do centeio, da aveia e da cevada (e do seu subproduto, o malte)”, ressalta a nutricionista Luciana Carneiro. Ambos tendem a causar processos inflamatórios, especialmente em pessoas com sensibilidade excessiva e intolerância. Por isso, durante a dieta detox, é melhor eliminar do cardápio alimentos que contenham essas substâncias.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

Enlatados


O risco maior de câncer também existe quando há grande consumo de alimentos enlatados e embutidos (salame, presunto, salsicha, etc.), pois são ricos em conservantes, como nitritos e nitratos. Reduza ao máximo!
 

iG

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.