16 de Abril de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Ciência e Tecnologia
23/02/2024

Arraia sem contato com machos engravidou espontaneamente pela primeira vez em 8 anos

Foto: Reprodução

Charlotte, uma arraia uje-redonda (Urolophus halleri) que reside em um aquário de Hendersonville, na Carolina do Norte, está grávida. O problema é que Charlotte não teve contato com um macho nos últimos oito anos.

 

Na busca por descobrir como isso era possível, desconfiaram até dos tubarões que tinham divido espaço com ela. O caso começou quando a equipe do Aquarium and Shark Lab, aquário da Team ECCO, notou algo incomum: Charlotte estava ficando cada vez maior.

 

Preocupados, eles inicialmente temeram o pior, pensando que poderia ser câncer. No entanto, um ultrassom revelou que a arraia, surpreendentemente, estava carregando ovos. Mas, como isso seria possível sem a presença de um pai?

 

Veja também

 

ChatGPT dá respostas sem sentido por horas

 

EUA fazem primeiro pouso na Lua em meio século com espaçonave privada

 

SERIA UMA QUIMERA?

 

Charlotte deverá ter de 3 a 4 filhotes. (Fonte: Aquarium & Shark Lab/Team ECCO/Divulgação)

 

A primeira hipótese levantada foi a de que um dos tubarões que convivem com a arraia poderia ser o pai. A equipe do aquário encontrou mordidas em Charlotte, o que levantou a ideia dela ter tido acasalado com um dos tubarões, já que eles costumam morder as fêmeas durante o acasalamento.

 

Inclusive, disseram que teria de ser feito um teste de DNA nos filhotes para determinar se o cruzamento entre as duas espécies acontecera mesmo.

 

Contudo, a possibilidade de termos esse híbrido, que seria uma mistura quase mitológica de tubarão com arraia, vai ficar apenas para a ficção. Especialistas foram categóricos ao descartaram essa hipótese, citando diferenças anatômicas e incompatibilidades genéticas entre as espécies, o que inviabiliza completamente o cruzamento entre os dois animais.

 

MÃE-SOLO

 

É raro, mas arraias podem engravidar por partenogênese. (Fonte: Getty Images)

 

Outra hipótese para essa gravidez é a partenogênese, que é uma ideia essa bem mais realista, plausível e científica do que o cruzamento com tubarões. Esse é um processo em que uma fêmea pode produzir um embrião sem ser fertilizada. Embora raro, já foi observado em diversas espécies, incluindo insetos, peixes, anfíbios e até répteis.

 

Segundo os especialistas, essa é a chave que desvenda o mistério por trás da gravidez de Charlotte. Por mais que seja incomum, os cientistas afirmam que as arraias são animais que já apresentaram a ocorrência de partenogênese, sendo esse caso apenas mais um.

 

REALITY SHOW AQUÁTICO

 

Quem disse que as arraias precisam de um macho para procriar?(Fonte: Getty Images)

Fotos:Reprodução

 

Enquanto o debate sobre a paternidade continua, a comunidade local está fascinada com esse evento incrível. O Aquarium and Shark Lab planeja acompanhar de perto o desenvolvimento da gestação de Charlotte e está preparando um ambiente especial para receber seus filhotes. Câmeras ao vivo serão instaladas para permitir que o público acompanhe esse momento histórico.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram

 

Para Charlotte, a futura mamãe, a gravidez parece não afetar seu comportamento. Ela continua nadando tranquilamente, desafiando todas as expectativas. Enquanto isso, a equipe do aquário está ansiosa para ver o desfecho dessa história incrível. Nos próximos dias, o mundo aguardará com expectativa o nascimento dos filhotes de Charlotte, um verdadeiro marco na história da ciência e da natureza.  

 

Fonte:Mega Curioso

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.