NOTÍCIAS
Coisas do outro mundo
31/05/2021

Asteroide maior que a Torre Eiffel passará perto da Terra nesta terça

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Corpo rochoso considerado

Um asteroide mais alto que a Torre Eiffel — construção que mede 300m de altura — passará perto da Terra nesta terça-feira (1º). O corpo rochoso fará sua abordagem mais próxima por volta das 9h24 (horário de Brasília).

 

Estima-se que 2021 KT1, como foi catalogado o astro, passará a cerca de 7,2 milhões de quilômetros do nosso planeta, o que equivale a quase 19 vezes a distância entre aqui e a Lua. Apesar de não haver risco de colisão, o corpo celeste é considerado um OPP, ou seja, um Objeto Potencialmente Perigioso.

 

Segundo a Nasa, a agência espacial norte-americana, pertencem a essa categoria quaisquer objetos que se aproximem da Terra a uma distância menor que cerca de 7,5 milhões de quilômetros ou sejam maiores do que 152,4 metros de diâmetro. Atualmente, aproximadamente 26 mil astroides próximos à Terra são monitorados pelos cientistas.

 

Veja também

 

Novo telescópio do ESO, em La Silla, vai buscar e rastrear asteroides próximos à Terra

 

Foto inédita divulgada pela Nasa mostra 'processo violento' de energia no centro da Via Láctea

 

Estão nessa lista os asteroides 2019-OK e 2017-NT5, descobertos pelo astrônomo amador Cristóvão Jacques . Desde 2014, ele mantém o Sonear, um observatório astronômico situado em Oliveira, no interior de Minas Gerais.

 

Asteroide de meio quilômetro se aproxima da Terra essa semana

 

Em julho de 2019, quando o 2019-OK foi detectado pelas câmeras do Sonear, a Nasa reportou que este seria sido o maior e mais próximo asteroide que teria passado pela Terra nos últimos 100 anos. O corpo rochoso, que tem o tamanho de um campo de futebol, passou a cerca de 65 mil quilômetros do nosso planeta — o que, em termos astronômicos, é considerado "de raspão".

 

Não há motivo para pânico

 

Asteroide maior que a Torre Eiffel passará perto da Terra

Fotos: Reproduções

 

O Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra (CNEOS, na sigla em inglês) garante que não há motivo para pânico e que "ninguém deve se preocupar excessivamente com o impacto de um asteroide ou cometa na Terra". Ainda assim, os astrônomos ressaltam que os riscos de isso ocorrer em um futuro distante "não são desprezíveis".

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 

Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

Para evitar qualquer impacto potencial na Terra muito antes que isso aconteça, os cientistas tentariam desviar o asteroide por meio do Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo (DART, na sigla em inglês), uma sonda espacial com lançamento previsto para o final deste ano. A ideia é que o veículo não tripulado atinja de frente o asteroide duplo Didymos com força suficiente para tentar mudar seu curso.

 

Fonte: R7

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.