18 de Maio de 2022 - Ano 8
NOTÍCIAS
SÓ VÍDEOS
05/10/2021

Câmeras flagraram suspeito de feminicídio deixando o local do crime. VEJA VÍDEO

Foto: Reprodução

Câmeras de segurança do Condomínio Total Ville, em Santa Maria – onde Cilma da Cruz Galvão, 50 anos, foi esfaqueada e morta – flagraram o momento em que o marido dela deixou o prédio, por volta da 1h30 de domingo (3/10).

 

A auxiliar de limpeza foi encontrada por volta das 12h, sem vida, no apartamento onde morava com Evanildo das Neves da Hora, 37, conhecido pelos vizinhos como Baiano. O homem, principal suspeito pelo assassinato dela, segue foragido. As informações apuradas pela polícia apontam que o casal se relacionava há pouco mais de seis meses.

 

Segundo informações do delegado Alexsander Traback, da 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), responsável pelas apurações, testemunhas ouvidas pelos investigadores disseram que Cilma mantinha relacionamento amoroso com o ex-presidiário vindo do estado da Bahia.

 

Veja vídeo

 

Policial surta, fica nu, atira contra chão e agride homem. VEJA VÍDEO

 

Traficante chora e beija a mão de policial em hospital após sofrer acidente em motocicleta. VEJA VÍDEO

 

Evanildo havia sido preso anteriormente por tentativa de homicídio. “Ainda segundo as testemunhas, Cilma tentava colocar fim ao relacionamento, fato não aceito por Evanildo, que cobrava o valor do aluguel de aproximadamente seis meses que o casal morou junto. Foi possível esclarecer ainda que, no dia anterior ao crime, a vítima estaria tentando viabilizar o valor pretendido por Evanildo para pagá-lo”, informou a 33ª DP.

 

Agora, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) busca mais informações sobre o paradeiro de Evanildo.

 

Políticas para mulheres

 

A mulher esfaqueada e morta pelo marido na Quadra 203, no Setor Total Ville, atuava como diretora de Políticas para Mulheres e Combate ao Racismo, no Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Trabalho Temporário, Prestação e Serviços Terceirizáveis no Distrito Federal (Sindserviços-DF).

 

Um perfil da vítima, no site do Sindserviços, descreve que a mulher era natural de Codó, no Maranhão (MA), e ingressou na direção da entidade em 2007. Ela era funcionária da empresa Ipanema. O texto a retrata como uma pessoa “atuante e representativa”, com presença constante nos congressos da CUT Brasília (Cecut-DF) e do Congresso Nacional dos Trabalhadores das Áreas de Serviços e Comércio, promovido pela Contracs-CUT.

 

Em 2010, Cilma participou da Associação dos Moradores do Residencial Dom Bosco na Cidade Ocidental.

 

O crime

 

No domingo, o filho da vítima telefonou para a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) após tentar contato com a mãe diversas vezes. Como Cilma não atendia ao telefone, ele foi até o endereço e, ao arrombar a porta, encontrou a mulher morta. Quando o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) chegou ao local, ela apresentava rigidez cadavérica e perfurações pelo corpo.

 

O velório e o sepultamento de Cilma ainda não foram agendados. 

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp e Telegram

 

VEJA VÍDEO:

  

 

Fonte: Metrópoles

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2022. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.