Notícias

Compartilhar Imprimir

Plantão Policial

07/10/2019

Decisão favorecendo o enteado de Arthur Neto é um tapa na cara da sociedade

Compartilhar:

Foto: Divulgação

Alejandro Valeiko é suspeito número um do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos

Por Antônio Zacarias, diretor-geral do "PORTAL DO ZACARIAS" - O enteado do prefeito Artur Neto, Alejandro Valeiko, suspeito número um do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, ocorrido dentro da casa da sua mãe Elizabete Valeiko, a Betinha, conseguiu ser solto antes de ser preso.

 

A inedita decisão da uma desembargadora do Tribunal de Justiça do Amazonas inovou ao substituir uma prisão temporária para domiciliar, sem base legal para tanto.

 

Para uma advogada criminalista ouvida pelo "PORTAL DO ZACARIAS", a decisão da plantonista é "teratológica e não resiste a um mínimo questionamento legal".

 

Prisão temporária se cumpre ou se revoga, não existe hipótese na lei para suspensão ou conversão", concluiu a causídica.

 

O enteado do prefeito Artur Neto é o único acusado do brutal homicídio que foi premiado com a liberdade. Os demais integrantes do grupo criminoso ficarão presos por 30 dias, por enquanto.

 

Veja Também

 

 
 
 
 
 
 

 

A família do engenheiro, ainda muito abalada emocionalmente com a morte de Flávio Rodrigues, não informou se irá recorrer ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), denunciando a plantonista Joana Meireles.

 

O caso do homicídio já foi desvendado e todos os participantes da orgia deverão responder pelo crime de homicídio qualificado, cuja pena poderá chegar a trinta anos de prisão.

 

Os responsáveis pela ocultação de cadáver e alteração da cena do crime também deverão ser responsabilizados criminalmente no momento próprio. 

Comentários

E AGORA QUEM PODERÁ NOS SALVAR - 06/10/2019
TUDO ISSO É UMA ABERRAÇÃO...UM SOLTA O OUTRO PRENDE...ISSO TÁ UM SAMBA DO CRIOULO DOIDO, UMA CASA DA MÃE JOANA, A DANÇA DA BARATA TONTA, UM CIRCO SEM PICADEIRO.
Rogerio - 06/10/2019
Essa velha analfabeta já era pra está em casa. Todo mundo no tjam criticam ela, por sua postura. Não sabe escrever,são seus assessores que fazem suas decisões. Imagina quanto foi a propina, fez pior do que o Gilmar Mendes.
Ronaldo - 06/10/2019
O rico ensinando o filhinho a não arcar com as consequências de seus atos... Bando de irresponsáveis! E aimda estão no poder..
Robson - 06/10/2019
O judiciário amazonense é uma vergonha. Eu sinceramente não esperava nada além disso. Pra um prefeito que tem filho de desembargadora comandando pasta do município. Queriam o quê? Arturzinho sabe fazer lobby.
Deixa eu ver.. - 06/10/2019
.... fatura do cartão paga por uns anos, uns 300 mil na conta.... e os advogados mais caros da cidade! É caro zaca, esse moleque nem na frente do presídio irá passar, lamento pela vida que se foi, essa sim, está perdida, pois nunca amais irá voltar!
Dr Samuel Fodemberg - 06/10/2019
Joana Meirelles já teve diversas decisões controversas enquanto o CNJ não vier por estas paragens este tipo de absurdo contínua.
Injustiça - 06/10/2019
E por isso que o janot ameaça de matar logo esses margestrados de si acham acima da lei
Jonas - 06/10/2019
Justiça Tupiniquim!
SEM NOVIDADE - 06/10/2019
A CARA QUASE DERRETIDA DESSA LAMBISGOIA É A CARA DO JUDICIÁRIO AMAZONENSE: DEFORMADO E CAQUÉTICO! O BRASIL AINDA VAI DEMORAR MUITO PRA CHEGAR A UM PATAMAR DE CIVILIDADE REAL MAS O AMAZONAS EVOLUIU MUITO POUCO EM RELAÇÃO À ÉPOCA DOS BATELÕES PRA CÁ! CONTINUA UMA CASA DE COMADRES DESGRAÇADA! ARTUR NETO, VOCÊ NUNCA MAIS GANHARÁ UMA ELEIÇÃO! SUA CARREIRA POLÍTICA ACABOU E POR CAUSA DESSE VIADINHO BARBADO!
Chico da ZL - 06/10/2019
Como pode converter prisão temporária em prisão domiciliar!! Só funciona pra forte e opressores, Claro, aval do Prefeito!!! Se fosse um Zé ninguém do povo, já tava preso e todo machucado.
GanFall - 06/10/2019
Isso é uma vagabunda
Osmar Miranda - 06/10/2019
Isso é uma vergonha para todos nois uma safada de uma desembargadora desta não tem nem palavras.
Cético - 06/10/2019
Essa decisão será modificada em breve por outro desembargador (a), todavia sugiro a advogada da vítima peticionar ao CNJ sobre a decisão...
jumento - 06/10/2019
se acostarem nos autos do processo um laudo de insanidade mental tem que mandar prender o vagabal que deu e pedi perícia sobre o laudo pq doente igual a esse o remédio é uma bala de fuzil ou de escolpeta na cara. moçada manda um salve para resolver o problema do Alejandro pq o cara ficou doido da noite pro dia e a sociedade virou todos telespectadores do circo que é a justiça neste Estado.
cesar - 06/10/2019
É colo dizem na justiça do Amazonas até boi voa
Nadja - 06/10/2019
infelizmente nós vivemos num país onde o dinheiro compra as pessoas e pessoas tem preço infelizmente a senhora desembargadora está passando por cima das evidências para proteger alguém por conta de dinheiro isso é uma calamidade pública uma vergonha me sinto envergonhada no estado do dinheiro ainda compra pessoas que livre arbítrio que sociedade hipócrita e medíocre onde o assassino pode simplesmente pagar sua fiança e onde um ladrão de um celular apodrece na cadeia e utilizado pela sociedade e são uma vergonha você é uma vergonha seu Prefeito você é uma vergonha do Amazonas o seu enteado é um louco homossexual gay sem caráter um lixo social.
Nada vai acontecer!! - 07/10/2019
SOLTEM O DELEGADO SOTERO!!! SOLTEM O DELEGADO SOTERO!!! SOLTEM O DELEGADO SOTERO!!! SOLTEM O DELEGADO SOTERO!!!SOLTEM O DELEGADO SOTERO!!! SOLTEM O DELEGADO SOTERO!!!
Vera - 07/10/2019
Não podemos confiar em nenhuma autoridade aqui nessa cidade. Por trás dos bastidores acontece muita coisa.As autoridades não Horan a sociedade, como podemos honrar as autoridades. Seria bom que os advogados dos presos que se encontram nos presídios pedissem que fossem soltos , pois todos são doentes também.
ADELSON SILVA - 07/10/2019
Faça eu lhe pergunto: será que essa decisão da desembargadora é gratuita? O CNJ não deveria investigar esses tipos de canetada que é realmente um tapa na cara da sociedade amazonense? Com a palavra a CNJ
Norton Frank - 07/10/2019
Costas quente, todos viciados inclusive seu Arthur e agregados. Vergonha nacional! Quem bate esquece, então muito cuidado nesse momento. Telhado de vidro quebra fácil. Estamos de olho!!
celio - 07/10/2019
é bom que ele mate tambem um filho (a) dessa desembargadora quem sabe assim ela ponha esse assassino atras das grades
O Observador - 07/10/2019
Totalmente correto, Norton. Todos uns noiados, começando pelo prefeito, seu filho e enteado. Agora essa desembargadora... na boa... é impressão minha, ou parece que ela tá com a cara derretendo. Já era hora de ir ficar em casa, né dona menina?!
FALTOU DIGNIDADE - 07/10/2019
ARTHUR NETO MOSTROU QUEM É QUANDO AFIRMOU QUE QUERIAM ATINGI-LO POLITICAMENTE COM ESSA HISTÓRIA! NÃO TEVE POLÍTICA NO MEIO, TEVE UM HOMICÍDIO, TEVE USO DE DROGAS, TEVE COVARDIA E CORRUPÇÃO! MAS COMO NA CABEÇA DO SENHOR PREFEITO TUDO GIRA EM TORNO DELE, A DOR DA FAMÍLIA E A PERDA DE UMA VIDA NÃO SÃO NADA COMPARADAS À SUA PARANOIA MEGALOMANÍACA!MAIS UMA VEZ TODOS OS FATOS DEPÕE CONTRA O CARÁTER DESSE SUJEITO! MAIS CORRUPÇÃO VINDA DO JUDICIÁRIO AMAZONENSE, UM LUGAR QUE NÃO SURPREENDE MAIS NINGUÉM QUANDO O QUESITO É SUJEIRA!
Justiça - 07/10/2019
Esse tipo de de ser.... igual a desembargadora.. é a pior especie de bandido que existe.. pior estrupador.. traficante... e sereal killer.. pois beneficia os fortes... e encarcera os fracos.. a senhora deveria fazer justica ... uma senhora da sua idade... agora mau exemplo pra seus netos sua familia... a Senhora é uma bandida!!!... TAMBÉM... o Senhor athur neto deveria dar exemplo e etregar o viciado do enteado a justica .. para pagar pelo seu erro... Mas envez disso passou a mão na cabeça do bibinha!!.. sr. Athur tome vergonga nesaa cara pelo nenos uma vez na sua vida!!.. Vai ver é dominado pela mulher que obrigou ele a defender e esconder.. a bixinha ciunenta.... podresvcs são tidos podres... a justica do amazonas foi jofada na lana por essa desembargadora de bandidos!!..
Smart - 07/10/2019
Crie vergonha prefeito, defendendo o enteado vagabundo só pra ficar bem com a terceira dama. Isso é uma vergonha...
Isa - 07/10/2019
Doente mental!!! Doente mental foge de um crime? Doente mental fica zanzando pra lá e pra cá. Dá dinheiro pra vê se ele rasga!
Isa cris - 07/10/2019
Doente mental!!! Doente mental foge de um crime? Doente mental fica zanzando pra lá e pra cá. Dá dinheiro pra vê se ele rasga!
Cético - 07/10/2019
Maracujá de Gaveta! A lei é para todos, a maioria dos detentos presos por porte de drogas são viciados ou drogados, porque esses viciados não são considerados doentes como esse bandinho chamado de Alejandro... Está provado que cadeia foi feita para viciado ou drogado pobre, vez que drogado parente de prefeito é considerado doente... Esse Alejandro deveria ir queimar a rosca dele lá no presídio éle é drogado e assassino...
Andrade - 07/10/2019
Eu fico pensando o seguinte: essa desembargadora não tem família? Frequenta uma igreja? Se frequenta não deva aparecer tão cedo por lá. Se ela pensar que muitos aqui estão se excedendo nas argumentações, tenho absoluta certeza que o "povo" (não os amiguinhos dela) pensa muito pior dela com sua atitude neste ato. Como muito a da Magistratura se acham maior do que Deus, talvez a consciência dela deva estar tranquila. Ela pode se achar a deusa Themis mas uma coisa tenho certeza, a de que nada lhe seria dado se não fosse pela vontade de Deus. E aqueles que se afastam da essência de Deus acabam como Saul. Me perdoem se escreve pelo lado religioso da coisa mas só o inimigo mesmo para agir sobre uma pessoa de tal atitude.
João - 07/10/2019
Podem observar que sempre quem faz estas aberrações judiciais são sempre os juízes plantonistas. Parece que eles foram colocados lá justamente para favorecer a bandidagem.Sempre que tiver um juiz plantonista, pode observar que vai ter alguma decisão esdrúxula.
. - 07/10/2019
OS OUTROS SUSPEITOS ESTAO NA CADEIA,AGORA O DROGADO FILHINHO DA MAMAE NAO VAI PRA CADEIA NAO,PODE FAZER O QUE QUISER QUE NADA ACONTECE COM ELE,PODE ESCAPAR DA JUSTIÇA CORRUPTA,MAIS A DIVINA NAO ESCAPARÁ
Pres.ivan2203@gmailcom. - 07/10/2019
bom dia mas uma vez é prova de quem tem dinheiro nesse país não vai preso poca vergonha tomara q essa família processe esse prefeito e essa mulher dele
SOLTEM O DELEGADO SOTERO !!!! - 07/10/2019
SOLTEM O DELEGADO SOTERO !!!!SOLTEM O DELEGADO SOTERO !!!!SOLTEM O DELEGADO SOTERO !!!!SOLTEM O DELEGADO SOTERO !!!!SOLTEM O DELEGADO SOTERO !!!!
IMUNDO - 07/10/2019
AINDA TEM UM IMUNDO DEFENDENDO OUTROS ASSASSINO, O DELEGADO SOTERO! ERA SÓ O QUE FALTAVA! COM CIDADÃOS ASSIM QUEM PRECISA DE BANDIDOS?
Pena d morte - 07/10/2019
Coloca pena d morte no Brasil e faz o msm com o enteado do prefeito cadê a justiça nesse país
TONY - 07/10/2019
E É ASSIM O FALECIDO NÃO PODE SE DEFENDER O FILHINHO DE PAPAI PLAYBOY DOS INFERNOS NÃO IRÁ NEM NA DELEGACIA DEPOR E OS OTÁRIOS QUE ESTAVAM COM ELE NO DIA DO CRIME AO INVÉS DE ABRIREM LOGO A BOCA VÃO SER PRESOS E NADA VAI PEGAR PARA ESSE MACONHEIRO VIADO ENTEADO DE UM ALCOÓLATRA E UMA VADIA PILANTRA QUE MAMA NAS TETAS DO MUNICÍPIO E DO ESTADO E AGORA AINDA TEM ESSA JUIZINHA SEM VERGONHA QUE FAZ UMA COISA DESSAS RESUMINDO ESTAMOS FERRADOS COM ESSES BANDIDOS DE TOGA E GRAVATA
Francisco Chagas de Oliveira - 07/10/2019
Vamos abordar o que é uma Prisão Preventiva! PRISÃO PREVENTIVA: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER! De acordo com os preceitos constitucionais, uma pessoa deve ser considerada inocente até a sua condenação, ou seja, até o trânsito em julgado da sua sentença penal – logo, quando não mais é possível recorrer da decisão. Em regra, uma pessoa não poderia ser presa antes deste momento, porém, existem três tipos de prisão que podem acontecer de maneira excepcional à regra: a prisão em flagrante, a prisão temporária e a prisão preventiva. O QUE É PRISÃO PREVENTIVA? A prisão preventiva é utilizada como um instrumento do juiz em um inquérito policial ou já na ação penal, ou seja, ela é um instrumento processual. Pode ser usada antes da condenação do réu em ação penal ou criminal e até mesmo ser decretada pelo juiz. Em ambos os casos, a prisão deve seguir os requisitos legais para ser aplicada, regulamentados pelo artigo 312 do Código de Processo Penal. COMO ELA PODE SER APLICADA? Para ser aplicada num inquérito policial, ela deve ser requerida pelo Ministério Público ou por representação de autoridade policial. Quando pedida dentro de uma ação penal criminal, pode ser requerida pelo Ministério Público. Quando a ação penal é da área privada, como em casos de crimes contra a honra, a prisão preventiva pode também ser requerida pelo querelante – que é quem prestou a queixa para ação penal, o “ofendido”. A prisão preventiva pode ser decretada, segundo o artigo 313 do Código de Processo Penal, nos caso de: crimes inafiançáveis – aqueles para os quais não há possibilidade de pagamento de fiança ou de liberdade provisória, ou seja, o acusado deve ficar preso até o seu julgamento. São considerados crimes inafiançáveis no Brasil (Constituição, art. 5º, incisos XLIII e XLIV): racismo, prática de tortura, tráfico de drogas, terrorismo, ação de grupos armados contra a ordem constitucional e o Estado de Direito, crimes hediondos – tipos de crime considerados mais repugnantes para o Estado, nos quais há clara crueldade, como homicídio, estupro, latrocínio, entre outros; nos crimes afiançáveis – quando as provas contra o réu são suficientes para tal ou quando há dúvidas sobre a sua identidade e não há elementos suficientes para esclarecê-la; nos crimes dolosos. Embora sejam crimes afiançáveis, a prisão preventiva pode ser aplicada quando o réu tiver sido condenado por crime da mesma natureza, em sentença transitada em julgado – ou seja, da qual não cabem mais recursos; se o crime envolver violência doméstica e familiar contra a mulher, criança, adolescente, idoso, enfermo ou pessoa com deficiência, para garantir a execução das medidas protetivas de urgência. A prisão preventiva, da mesma forma que é requerida, pode ser revogada se no decorrer do processo o juiz entender que ela não é mais necessária, ou pode ser decretada mais de uma vez, se houver razões para tal. As condições para que se peça a prisão preventiva devem ser: Garantir a ordem pública e a ordem econômica – em suma, impedir que o réu, solto, continue a praticar crimes contra essas ordens, causando danos irreversíveis à sociedade; Conveniência da instrução penal – evitar que o réu aja de forma a atrapalhar o processo ou a investigação, como ameaçar possíveis testemunhas, destruir provas, etc; Assegurar a aplicação da lei penal – este requisito é o que mais tem a ver com o próprio nome da prisão, pois é a prevenção de que o réu não fuja ou de que a Justiça seja impossibilitada, de alguma maneira, de aplicar a sentença que lhe foi dada. Atentai-vos a este detalho jurídico. EXISTE RECURSO PARA PRISÃO PREVENTIVA? Não existe recurso exclusivo contra a decisão que decreta a prisão preventiva. A saída possível para evitá-la é pedindo um Habeas Corpus. Habeas corpus é uma ação prevista na Constituição, nesse caso inserido em um processo de caráter penal. Trata-se de uma medida que visa a proteger uma pessoa do cerceamento do seu direito de ir e vir ou que pede para cessar a violência ou coerção que possa estar sofrendo. O advogado do réu pode pedir a revogação da prisão preventiva dentro dos autos do próprio processo, anexando a documentação que achar necessária para a sua argumentação de por que a prisão preventiva não deveria acontecer. Na petição, normalmente o profissional também se reporta à jurisprudência – casos similares em que o juiz teve uma decisão favorável a ele – a fim de embasar a sua tese de que a prisão preventiva seria irregular. Aqui está o porquê deste fato em Manaus. COMO DEVE SER A APRESENTAÇÃO DE PROVAS PARA QUE ACONTEÇA A PRISÃO? Dois princípios necessários para que seja realizada a prisão: prova material que dê certeza sobre a existência do crime e a sua autoria. Apesar de não ser necessária a prova absoluta quanto à realização do delito, os indícios devem sustentar a autoria do crime e a probabilidade de a pessoa ser indiciada por isso. Há, porém, a ideia de que não é necessária a mesma certeza para realização de prisão preventiva como a que deve haver para a condenação – não vale com tanto fervor a regra de “se na dúvida, absolver” na prisão preventiva como na condenação. Porém, existem alguns excessos denunciados pela área jurídica. Além disso, algumas interpretações da legislação que regula essas prisões são consideradas arbitrárias. Muita atenção. QUAIS AS RAZÕES PELAS QUAIS UMA PRISÃO PREVENTIVA PODE SER CONSIDERADA ABUSIVA? Existem teses que sustentam o apelo que prisões preventivas podem ter, principalmente pela sociedade civil. Imagine o cenário: o presidente da Câmara de Vereadores da sua cidade é réu de um processo penal e há a possibilidade de que ele seja preso preventivamente. É bastante provável que haja movimentos favoráveis para que isso aconteça, por causa do senso de que isso fará justiça. Porém, existem casos em que, por conta do clamor social pedindo uma ação da Justiça ou pressionando um juiz para agir, que decisões são feitas de maneira equivocada. Isso ocorre também nos casos de prisão preventiva, em que nem sempre existem as provas ou indícios básicos necessários para que ela ocorra. Prisão preventiva deveria ser uma medida excepcional, apontam muitos juristas em todo o país. Essa é a ideia mais difundida entre os operadores do Direito. Em muitos casos, porém, ela acaba sendo banalizada pela justiça, no sentido de ser usada sem os crivos, os critérios e as premissas necessárias para que ocorra. Nesses casos, pode acontecer o que é chamado de ativismo judicial, que é a ideia de atuação intensa, de maior influência, da Justiça na concretização e defesa de valores constitucionais. Isso ocorre por vezes na defesa de direitos constitucionais fundamentais, como o direito de uma pessoa receber medicamento do SUS, ou de uma criança ir à escola. Mais do que isso, trata-se da verdadeira atuação de tribunais ao decidir sobre fatos e formar precedentes de jurisprudência – ou seja, dando uma nova interpretação a um caso. Em certas situações, essas decisões se antecipam à própria lei. Quando se trata das prisões preventivas, criar jurisprudência pode significar passar por cima do direito de presunção de inocência, na qual a nossa Constituição se baseia. Os últimos casos midiáticos de prisão preventiva têm sido na Operação Lava Jato. O você acha: as prisões são legais ou feitas de maneira arbitrária ao que diz a Constituição? Deixe seu comentário! Publicado em 21 de março de 2019. Fonte Carla Mereles Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), curadora do TEDxBlumenau e assessora de conteúdo do Politize!. A prisão Preventiva está nos arts.311/316 do CPP. Da Prisão Domiciliar. Art. 318. Poderá o juiz substituir a prisão preventiva pela domiciliar quando o agente for: (Redação dada pela Lei nº 12.403, de 2011). I - maior de 80 (oitenta) anos; (Incluído pela Lei nº 12.403, de 2011). II - extremamente debilitado por motivo de doença grave; (Incluído pela Lei nº 12.403, de 2011). III - imprescindível aos cuidados especiais de pessoa menor de 6 (seis) anos de idade ou com deficiência; (Incluído pela Lei nº 12.403, de 2011). IV - gestante; (Redação dada pela Lei nº 13.257, de 2016) V - mulher com filho de até 12 (doze) anos de idade incompletos; (Incluído pela Lei nº 13.257, de 2016) VI - homem, caso seja o único responsável pelos cuidados do filho de até 12 (doze) anos de idade incompletos. (Incluído pela Lei nº 13.257, de 2016) Parágrafo único. Para a substituição, o juiz exigirá prova idônea dos requisitos estabelecidos neste artigo. (Incluído pela Lei nº 12.403, de 2011). Art. 318-A. A prisão preventiva imposta à mulher gestante ou que for mãe ou responsável por crianças ou pessoas com deficiência será substituída por prisão domiciliar, desde que: (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018). I - não tenha cometido crime com violência ou grave ameaça a pessoa; (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018). II - não tenha cometido o crime contra seu filho ou dependente. (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018). Art. 318-B. A substituição de que tratam os arts. 318 e 318-A poderá ser efetuada sem prejuízo da aplicação concomitante das medidas alternativas previstas no art. 319 deste Código. (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018). Diante do exposto, Data Vênia, onde está postulado que há Revogação do Pedido de Prisão Preventiva, no caso em tela Excelência, ora, não há que se falar em Revogação do Pedido da Prisão do Agente, vez que, o paciente no minimo deveria ser remetido a um local adequado. Exemplo clássico e notório, ontem |o país assistiu no Fantástico da Globo, uma Criança (12 anos)- cometeu um ATO DE INFRACIONAL contra a vida de outra criança de 8 anos, e, este memino/criança foi levado para onde? pelo prazo de 45 dias, não foi para casa. Francisco Chagas de Oliveira.
MD - 07/10/2019
E por isso que esse País e desse jeito cheio de corrupção os magistrados estudam para se venderem as essas pessoas que dizem donos de tudo nesse nosso Estado e uma vergonha.
Estamos de olho - 07/10/2019
Esta Desembargadora vai ter que explicar muito a sociedade em que baseou-se a sua decisão. Senhora Desembargador não proteja um forte suspeito de assassinato. A senhora antes de ser Desembargadora acredito que seja mãe até avó, coloque-se no lugar dos familiares da vitima e lhe pergunto pra senhora e pra outros que devam está por de trás de todo esse aparato de segurança e advogados caros, se fosse com um filho(a) de vocês o que fariam?
RESPOSTA- Francisco Chagas de Oliveira - 07/10/2019
Francisco Chagas de Oliveira já sabemos que vc é calouro zbct de direito de alguma faculdade fuleragem particular. Agora aprenda que quem deve aprender essas receitas de como furtar juridicamente os outros e suas posologia. Se você quer ser um advogado de porta de cadeia ativo, pare de copiar as ideias dos outros e tente ter uma opinião própria. Forte abraço.
Rosanna - 07/10/2019
Cara da mãe do pederasta drogado e assassino nem treme: "sou uma mãe que está sofrendo...". Toma vergonha nessa cara "1a dama"!!! Quem tá sofrendo é a mãe do Flávio, sua cara de pau, ela sim é vítmima dessa lama toda em que vive tua família, a começar por vc e teu marido pau mandado
faca na caveira - 07/10/2019
sabe quem sera o culpado ? o MORTO DO FLAVIO ! o mesmo auto se mutulilou e saiu andando pegou uma faca e fez hara kiri no seu corpo depois de morto foi ate ao igarape e tomou agua.

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.