21 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Plantão Policial
08/06/2024

Durante coletiva de imprensa delegados atualizam informações sobre a investigação da morte da ex-sinhazinha Djidja Cardoso

Foto: Divulgação

Delegados Danniel Antony, Guilherme Torres e Ricardo Cunha esclareceram detalhes sobre a morte da ex-sinhazinha

Os delegados Ricardo Cunha, titular, e Danniel Antony, adjunjto, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), atualizar informações em torno das investigações da morte de Dilemar Cardoso Carlos da Silva, 32 anos, conhecida como “Djidja Cardoso”, que foi encontrada sem vida na manhã do dia 28 de maio deste ano, em sua casa, no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

 

O delegado-geral adjunto Guilherme Torres, também participou da coletiva e esclareceu que a Polícia Civil trabalha com várias frentes de investigação. Uma delas busca o esclarecimento da morte de Djidja, conduzida pela DEHS.


Já os trabalhos relacionados à questão das drogas e dos maus-tratos a animais estão sendo realizados pelo 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e pela Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema).

 

Veja também

 

Nova fase da Operação Mandrágora prende ex-namorado e personal trainer da ex-sinhazinha Djidja Cardoso. VEJA VÍDEO

 

Mãe e irmão de Djidja Cardoso podem cumprir pena fora da cadeia

 

“Esclareço também o posicionamento da Polícia Civil com relação à exposição excessiva da imagem de Djidja e de seus familiares. Mesmo após a morte, a pessoa preserva o direito à imagem. Por isso, estamos acompanhando a publicação de conteúdos ofensivos à imagem de toda essa família e ressaltamos que a Polícia Civil não compactua com a divulgação excessiva dessas imagens”, pontuou Torres.

 

INVESTIGAÇÃO

 

O delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, informou que a coletiva foi realizada para esclarecer à população o andamento das investigações sobre a morte de Djidja.

 

Ele asseverou que é importante esclarecer que houve uma suposta morte de forma estranha da avó de Djidja, o que causou grande repercussão. Existem muitas especulações em torno da morte e a Polícia Civil tranbalha para esclarecer o que for possível, pois a investigação é sigilosa.

 

Delegado titular da DEHS, Ricardo Cunha

 

Por sua vez o delegado Danniel Antony, adjunto da DEHS, relatou que o caso de Djidja está sendo tratado como morte a esclarecer.


Além disso, estão sendo providenciadas as oitivas de praxe das pessoas que estavam na residência e cujos depoimentos possam ter relevância, além de outras medidas investigativas referentes a questões periciais e detalhes que possam conduzir a um contexto diferente do que inicialmente parece ser.

 

De acordo com o delegado, em relação à morte de Maria Venina de Jesus Cardoso, que tinha 84 anos e era avó de Djidja, ocorrida em junho de 2023, é uma circunstância que aconteceu em Parintins.

 

Delegado adjundfo da DEHS, Danniel Antôny (Fotos: Divulgação)

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram

 

“Não estamos considerando qualquer hipótese relacionada à questão da senhora Maria Venina, por enquanto. Se houvesse algum questionamento em relação à causa, teria sido submetido na época. Se a família tiver algum interesse em relação a qualquer situação nesse sentido, deve nos procurar e adotaremos as providências pertinentes”, disse o delegado adjunto.
 

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.