NOTÍCIAS
Interior em Destaque
18/05/2020

Em viagem ao interior, secretária de Saúde acompanha entrega de respiradores em São Gabriel da Cachoeira e Tabatinga

Compartilhar:
Foto: Divulgação

As regiões de fronteira receberam reforço para o atendimento a pacientes com Covid-19, graças a articulação do Governo do Amazonas junto ao Governo Federal.

Em visita aos municípios de São Gabriel da Cachoeira (distante 852 quilômetros de Manaus) e Tabatinga (distante 1.108 quilômetros de Manaus), a secretária de Saúde do Amazonas, Simone Papaiz, acompanhou a entrega de 2 toneladas de respiradores e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) realizadas pelo Ministério da Saúde (MS).

 

As regiões de fronteira receberam reforço para o atendimento a pacientes com Covid-19, graças a articulação do Governo do Amazonas junto ao Governo Federal. 

 

Além de equipamentos e insumos, o Ministério da Saúde também enviou às duas cidades 11 profissionais de saúde para reforçar o quadro de médicos e enfermeiros que estão atuando nas unidades e, dessa forma, promover o aumento de leitos nestes locais.

 

Veja também 

 

Governo do Amazonas entrega ajuda humanitária para mais de duas mil famílias indígenas

 

Governo do Amazonas oferta mais testes no interior, ampliando rede de diagnóstico de Covid-19 

 

A viagem, que contou com a presença do titular da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), Robson Silva, e do secretário executivo adjunto de Assistência Especializada ao Interior, Cássio Espírito Santo, começou na tarde domingo (17/05), em São Gabriel da Cachoeira, na região conhecida como Cabeça do Cachorro, que recebeu oito ventiladores pulmonares, além de 69.310 itens de EPIs, 300 frascos de álcool em gel e 300 litros de álcool a 70%. 

 

Nesta segunda-feira (18/05), foi a vez da comitiva visitar o município de Tabatinga, onde foram entregues dez ventiladores pulmonares e 49 mil itens de EPIs. Na cidade, o atendimento referenciado dos doentes também está sendo feito no Hospital de Guarnição do Exercito. 

 

Saúde indígena – Em São Gabriel da Cachoeira, município que faz fronteira com Colômbia e Venezuela e que abriga 23 etnias indígenas, os casos de Covid-19 chegaram a 343, de acordo com boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) de domingo. 

 

A secretária Simone Papaiz conheceu a estrutura do Hospital de Guarnição do Exército, que tem realizado atendimentos de pacientes acometidos pelo coronavírus, em sua maioria indígenas, uma vez que boa parte da população é formada por esse grupo. Ela destacou a articulação da Susam junto ao MS para o recebimento dessas e de outras ajudas e a preocupação com a saúde indígena. 

 

“O governo estadual tem estado muito preocupado com o crescimento de casos de Covid-19 no interior, e em especial entre os indígenas. Por isso, desde o início organizamos nosso plano de contingência, e isso permitiu que fôssemos um dos primeiros estados a receber auxílio federal. Continuamos em contato direto e constante com o general Eduardo Pazuello, para que mais ajudas sejam enviadas”. 

 

Papaiz também ressaltou a importância do trabalho realizado conjuntamente entre Governo do Estado, Governo Federal e Prefeituras no combate à Covid-19 no interior. “A chegada desses equipamentos e insumos é fundamental para a preservação de vidas, e a união dos esforços é fundamental para que consigamos prestar assistência aos municípios e minimizar a contaminação pela doença”. 

 

O secretário especial de Saúde Indígena, Robson Silva, explicou que a secretaria tem desenvolvido ações preventivas, voltadas diretamente para as populações indígenas que vivem no estado, e avaliou que o índice de letalidade da Covid-19 entre indígenas tem ficado abaixo dos números de mortes em não indígenas. 

 

“Aumenta a nossa preocupação com a região, tendo em vista que os índices (da doença) têm crescido e que se trata de uma região onde a população é predominantemente indígena. Mesmo que os índices de mortes na saúde indígena sejam de três pessoas para cada 100 mil habitantes, enquanto entre os não indígenas são de sete pessoas a cada 100 mil, cada vida importa”. 

 

Atendimento ao interior – Simone Papaiz ressaltou que o Governo do Amazonas vem trabalhando no atendimento aos municípios do interior durante a pandemia. Desde os primeiros casos de Covid-19 registrados fora da capital até a última sexta-feira (15/05), o número de respiradores nas unidades municipais saltou de 65 para 112. 

 

“Enviamos 29 respiradores para municípios do interior. Também mandamos 44 monitores multiparamétricos e 134 colchões hospitalares, fora os insumos como medicamentos e EPIs, que são enviados constantemente”. 

 

A Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) já enviou aos municípios 2,6 milhões de unidades de EPIs. E a Susam, com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB) e da Casa Militar do Governo do Amazonas, vem garantindo o abastecimento dos hospitais com oxigênio. 

 

São Gabriel da Cachoeira, por exemplo, recebeu 80 cilindros de oxigênio, e Tabatinga outros 310 cilindros para abastecer o Hospital de Guarnição, enquanto a usina local passa por reparos.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram
Entre no nosso Grupo de WhatsApp. 

 

O prefeito de São Gabriel da Cachoeira, Clovis Saldanha, também frisou o quanto a ajuda recebida pelo município tem sido necessária. “Estamos vivendo um momento difícil. Nenhum prefeito se preparou para enfrentar uma situação como essa, mas com a ajuda do Governo do Amazonas e Governo Federal, conseguiremos melhorar o atendimento”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.