NOTÍCIAS
Manchete
29/01/2020

FAMÍLIA É SEQUESTRADA A CAMINHO DE ACAMPAMENTO E MANTIDA EM CÁRCERE POR MAIS DE 24h: ‘TIVE MEDO DE MORRER’

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Casal e duas crianças foram ameaçados por criminosos, que estavam armados. Durante ação da PM para resgate, um suspeito morreu e quatro foram presos, em Luziânia.

Uma família foi abordada por criminosos enquanto seguia para um acampamento e mantida refém em um cativeiro, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, por mais de 24 horas. Eles foram libertados após a Polícia Militar invadir a casa em busca de suspeitos de cometer vários crimes na cidade. “Tive medo de morrer”, disse uma das vítimas.

 

A mulher, que tem 33 anos e prefere não ser identificada, disse que estava com o namorado, de 22 anos, e os dois filhos, de 10 e 6 anos, em um carro a caminho de um acampamento na tarde de sábado (25) quando pararam na estrada para que a criança urinasse.

 

“Foi nessa hora que duas pessoas em uma moto chegaram. Um deles entrou no carro e nos levou para uma casa. Tempos depois, levaram a gente para outra casa e ficaram nos ameaçando com armas”, contou.

 

Veja também

 

Quarto romântico ou uma cena de crime? Estampa de lençol choca a web

 

Mulher que levou 5 tiros no ano passado beija réu durante julgamento


Ela contou que os criminosos pegaram celulares, o dinheiro que eles tinham na carteira e cartões bancários. Porém, como a família não tinha dinheiro no banco, eles não conseguiram fazer nenhum saque.

 

“A gente não sabia o que eles iam fazer, porque não pediram resgate, não pediram mais nada da gente, só ficavam ameaçando a gente”, contou a mulher.

 

A Polícia Militar chegou ao local na madrugada de segunda-feira (27), após receber denúncias de que, no local, estava um grupo suspeito de roubos e tentativa de homicídio na cidade. Ao invadirem a casa, houve confronto e um suspeito foi morto. Outros quatro foram presos.

 

Família é mantida em cativeiro por criminosos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Foto: Reprodução

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

“Foi muito tiro. Nessa hora a gente achou que ia morrer também. A polícia até achou que a gente fosse bandido, mas depois eles viram que a gente era refém e fez o resgate”, contou. 

 

G1

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.