NOTÍCIAS
Mulher
04/10/2019

Feminicídio: famílias brasileiras não formam homens, mas monstros. VEJA

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Penas para feminicídio deveriam aumentar

Quando o Brasil vai parar de matar suas mulheres? Só na última semana, em São Paulo, três foram vítimas de feminicídio.

 

A cada dois minutos, uma mulher sofre violência doméstica no País. Por dia, 180 são estupradas, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

 

Ser brasileira é viver sob constante ameaça de morte.

 

Veja Também

 

Cronograma do homicídio: as 8 etapas seguidas por homens violentos. VEJA

 

Especialista responde: afinal de contas, sexo segura casamento? VEJA

 

Há algo de perverso e doentio nesses números. É o retrato de nossa inviabilidade como nação, de nossa falência como sociedade. Ninguém tem o direito de ignorar essa tragédia ou se dizer inocente diante desses números aterrorizantes.

 

Nossas famílias estão fracassando de forma vergonhosa no papel de educar seus meninos. Estamos criando monstros. Um homem não pode crescer sem que mãe, pai, todos os parentes e professores lhe digam, claramente: você não tem o direito de humilhar, subjugar, dominar uma mulher; muito menos bater na sua companheira; se você fizer isso, você é um covarde!


Um homem que mata uma mulher por ciúmes, vingança ou sentimento de posse está no último degrau da infâmia. É um criminoso selvagem, uma aberração da natureza. Não pode receber piedade nem a mínima compreensão de ninguém.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp 

 

Que se aumente a pena para feminicídio. Mas, principalmente, que todos nós passemos a tratar o machismo como doença social. E que o machista viva coberto de vergonha e desprezo. Precisamos parar de matar nossas mulheres. Todos nós.

 

R7

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.