NOTÍCIAS
Esportes
04/07/2020

Ferrari já começa ano em crise; Vettel não confia no carro, e Leclerc dispara:

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Ferrari já começa ano em crise

O mau desempenho do modelo SF1000 na pré-temporada já tinha acendido a luz amarela na Ferrari, mas, depois dos treinos livres e da classificação do GP da Áustria, a luz que ofusca a visão da equipe e de seus torcedores é tão vermelha quanto o carro da equipe mais famosa da Fórmula 1. Charles Leclerc suou sangue (vermelho, claro) para arrancar o sétimo lugar no grid, e Sebastian Vettel nem sequer avançou ao Q3 com um tétrico 11º lugar.

 

O GP da Áustria começa às 10h10 (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo pela TV Globo. A narração será de Cleber Machado, com comentários de Felipe Giaffone e Luciano Burti. O GloboEsporte.com também mostra a corrida em vídeo.

 

O próprio chefe Mattia Binotto já tinha reconhecido uma falha de correlação entre os dados das simulações em computador e o desempenho da Ferrari SF1000 na pista. Mas em Spielberg, o carro novo foi simplesmente 0s968 mais lento do que o antigo na comparação entre as melhores voltas de classificação em 2019 e 2020. 

 

Veja também

 

Manchester United goleia Bournemouth com show de Bruno Fernandes, Greenwood e Martial

 

Adversário de Belfort impressiona por forma física e prega respeito: 'O homem é uma lenda'

 

Sebastian Vettel teve a sua pior posição de largada pela Ferrari desde 2015 em condições normais, ou seja, não contando treinos de classificação com chuva, problemas no carro ou punições por troca de componentes do carro (câmbio ou motor). Contando todas as 102 participações pela Ferrari, é a sétima pior colocação de Vettel num grid pela equipe italiana.

 

"Ficamos muito atrás, mais do que estamos acostumados. Não dá para ficar feliz com isso. Foi muito difícil hoje. Não estava confiante com o carro no fim do Q2. Vamos ver o que podemos aprender com hoje e torcer para estarmos numa melhor forma na corrida de amanhã", disse Vettel em entrevista à repórter Mariana Becker em Spielberg.

 

 


Já Charles Leclerc ficou longe, mas muito longe, de repetir a pole position do ano passado. O monegasco ainda conseguiu avançar no sufoco ao Q3, em décimo e, para ficar em sétimo no grid, contou com uma bandeira amarela no último minuto após uma escapada de Valtteri Bottas, o que atrapalhou adversários que poderiam lhe jogar para trás.

 

 

Ainda no fim do Q2, quando quase foi eliminado da parte final do treino, deu-se o seguinte diálogo entre Leclerc e seu engenheiro pelo rádio.
- Estamos salvos? - perguntou Leclerc.
- Você é P10. P10 (décima posição) - respondeu o engenheiro.
- Isso é louco... - constatou o piloto.

 

Fotos: Divulgação

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram
Entre no nosso Grupo de WhatsApp. 
 

A Ferrari promete um carro totalmente revisado para o GP da Hungria, daqui a duas semanas. Enquanto isso, Vettel e Leclerc vão ter de se virar com o atual conjunto nos GPs da Áustria e Estíria, no mesmo circuito de Spielberg, no dia 12.

 

Globo Esporte

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.