NOTÍCIAS
Esportes
21/07/2021

Giannis é o herói com 50, e o Milwaukee Bucks é campeão da NBA depois de 50 anos

Compartilhar:
Foto: Jonathan Daniel/Getty Images

Astro lidera com atuação para a história, e os Bucks completam a virada após perder os dois primeiros jogos contra os Suns

O Milwaukee Bucks é o time da virada, o time de Giannis e o time campeão da NBA em 2021. Na noite desta terça-feira, a estrela grega, de pais nigerianos, conquistou os Estados Unidos e o mundo com 50 pontos, 14 rebotes e 5 tocos, numa atuação digna das grandes lendas do esporte.

 

Os Bucks bateram um valente Phoenix Suns por 105 a 98, e fecharam a virada por 4 a 2 na série, depois de começar perdendo os dois primeiros duelos.

 

As 18 mil pessoas dentro e 65 mil fora da Fiserv Arena, em Milwaukee, e mais milhões por todo o planeta reverenciam Giannis Antetokounmpo, MVP indiscutível das finais.

 

Veja também

 

Polícia inglesa detém jogador por suspeita de abuso sexual; Everton diz que atleta foi afastado

 

No último ato, Formiga quer representar as pioneiras do Brasil: 'As que foram proibidas de jogar'

 

 

O astro anotou praticamente metade dos pontos dos Bucks. Jrue Holiday chegou próximo de um triplo duplo, com 12 pontos, 9 rebotes, 11 assistências e 4 roubos de bola. Khris Middleton fez 17 pontos, 5 rebotes, 5 assistências e 4 roubos. Foram os pilares dos Bucks por toda a temporada, e mais uma vez na final.

 

A noite histórica incluiu 17 acertos em 19 tentativas da linha de lance livre, uma das maiores dificuldades do ala de 26 anos, nascido nos subúrbios de Atenas, apátrida até os 18, que virou o jogo da vida para alcançar o topo do esporte.

 

Ele já havia sido eleito o jogador que mais evoluiu em 2017, o melhor jogador de defesa da liga em 2020 e duas vezes o MVP da temporada regular, em 2019 e 2020. Faltava o anel de campeão e o MVP das finais. Não falta mais.

 

Depois de lesionar o joelho numa queda assustadora no jogo 4 da final do Leste, contra o Atlanta Hawks, Giannis retornou à quadra para as finais em mais uma reviravolta surpreendente na estrada. No jogo 2, fez 42 pontos. No jogo 3, foram 41. A média dos seis duelos, 35,1, é uma das maiores de todos os tempos. Apenas Michael Jordan havia feito mais de 40 pontos em três ou mais duelos nesta fase.

 

- Dou esperança para as pessoas na África, na Europa e no mundo. Pode ser feito. Espero que isso dê esperanças a todos no mundo. Acredite nos seus sonhos. Foi uma longa jornada. Fiz de tudo.

 

Estar aqui e não jogar. Vir do banco. Jogar de armador, de defensor no corner. Essa noite, precisei fazer de tudo. Os Bucks me draftaram, me fizeram sentir em casa aqui. Khris [Middleton], Jrue [Holiday], o técnico Bud. Sempre me colocaram para frente. E eu não posso parar. É o meu jeito. Eu sou assim - definiu Giannis, na entrevista coletiva após o jogo, abraçado aos troféus.

 

O desempenho coroou uma pós-temporada de enormes desafios para Milwaukee: varrida sobre o Miami Heat na primeira rodada, time que o eliminara nos últimos playoffs; virada após começar 0-2 contra os galácticos do Brooklyn Nets e vencer na prorrogação do sétimo jogo; e o 4 a 2 sobre os Hawks, de Trae Young. Contra os Suns, foram duas derrotas fora de casa, duas vitórias dentro de casa e uma virada de 16 pontos no jogo 5.

 

Na noite desta terça, os Suns chegaram a estar 7 pontos na frente no início do terceiro quarto, mas não foram capazes de parar Giannis na sequência. Ele anotou 20 só neste período.

 

 

Do lado do Phoenix, o time começou mal na primeira parcial, mas virou o jogo na segunda, o inverso do que acontecera no jogo 5. No segundo tempo, porém, não resistiu aos ataques constantes do grego à cesta.

 

Devin Booker teve atuação apagada, com apenas 8 acertos de 22 arremessos de quadra e nenhum de 7 do perímetro, para 19 pontos. Chris Paul fez a sua parte, com 26 pontos, mas Deandre Ayton foi atropelado por Giannis e contribuiu pouco no ataque. Segundo melhor time da temporada regular, os Suns foram ao seu limite. A juventude e a liderança de Paul podem trazê-los de volta aos holofotes em um futuro próximo.

 

Destaques


Bucks


Giannis Antetokounmpo (50 pontos, 14 rebotes, 5 tocos)


Khris Middleton (17 pontos, 5 rebotes, 5 assistências, 4 roubos)


Jrue Holiday (12 pontos, 9 rebotes, 11 assistências, 4 roubos)


Bobby Portis (16 pontos, 3 rebotes)


Brook Lopez (10 pontos, 8 rebotes)

 

Suns


Chris Paul (26 pontos, 5 assistências)


Devin Booker (19 pontos, 3 rebotes, 5 assistências)


Jae Crowder (15 pontos, 13 rebotes, 4 roubos, 1 toco)


Deandre Ayton (12 pontos, 6 rebotes, 2 roubos, 2 tocos)


Cameron Payne (10 pontos)

 

Estatísticas decisivas


Pontos no garrafão


Bucks 50


Suns 44

 

Pontos de segunda chance


Bucks 14


Suns 5


Rebotes defensivos/ofensivos


Bucks 42/11


Suns 31/6

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.
Entre no nosso Grupo de WhatsApp.
 

Giannis lidera os Bucks para o título — Foto: Jonathan Daniel/Getty Images

Giannis lidera os Bucks para o título (Foto: Jonathan Daniel/Getty Images)

 

Fonte: Ge

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.