NOTÍCIAS
Coronavírus
15/01/2021

Governo do Amazonas oferece apoio psicológico aos parentes de pacientes que serão transferidos para outros estados

Compartilhar:
Foto: Bruno Kelly / Reuters

Paciente com Covid-19 chega ao Hospital Getúlio Vargas, em Manaus

O governo do Amazonas montou um grupo de apoio psicossocial para pacientes com Covid-19 que serão transferidos para hospitais de outros estados e seus familiares. O sistema de saúde amazonense, principalmente na capital Manaus, entrou em colapso devido à alta de casos e mortes causadas por infecção pelo novo coronavírus.

 

O abastecimento de oxigênio para atender os pacientes internados está praticamente zerado e já houve mortes por asfixia devido à falta do insumo.

 

“Estamos montando um grupo de apoio para esses pacientes e familiares que irão se deslocar para os outros estados. Esse primeiro grupo irá para o estado de Goiás, e outros grupos irão para Piauí, Maranhão, Brasília, Paraíba e Rio Grande do Norte. E aqui quero agradecer a esses governadores que, num gesto humanitário, estão estendendo a mão para que os nossos irmãos possam ser acolhidos nessas regiões”, disse nesta quinta-feira (14) o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC).

 

Veja também

 

Covid se transformará em um resfriado em menos de 10 anos

 

Risco de Covid-19 entre indígenas no Amazonas faz Ongs lançarem cartilha

 

Os ministérios da Defesa e da Saúde coordenam a transferência de 750 pacientes do Amazonas em estado moderado para outros estados. Ao lado do presidente Jair Bolsonaro, em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, admitiu nesta quinta-feira o colapso do atendimento de saúde de Manaus.

 

— Considero que há um colapso hoje no atendimento de saúde em Manaus. A fila para leitos cresce bastante, estamos hoje (quinta-feira) com 480 pessoas na fila e a realidade da diminuição da oferta do oxigênio — disse Pazuello. — Todo o tratamento da Covid é baseado em algum grau da oferta de oxigênio.

 

Sem cilindros de oxigênio, muitos pacientes morrem asfixiados. Profissionais de saúde tentam a ventilação manual — na falta de leitos, a técnica é aplicada até no chão dos hospitais. A prefeitura registrou na quarta-feira 198 enterros por Covid-19, o maior número desde o início da pandemia. Nesta semana, o número de internações chegou a um pico diário de 250, quase o dobro do registrado entre abril e maio de 2020. Cerca de 88,3% dos leitos de UTI estão ocupados. Entre os leitos clínicos, são 96,94%.

 

O governador Wilson Lima (PSC) afirmou que “o Amazonas pede socorro”. Em uma tentativa de reduzir a transmissão do vírus, ele decretou toque de recolher das 19h às 6h. Neste horário, o transporte coletivo estará suspenso, e só será permitida a circulação de pessoas que trabalham em áreas estratégicas, como saúde, segurança pública e imprensa.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

“(O estado do Amazonas é) Considerado por muitos o pulmão do mundo, (tem) uma floresta que produz uma quantidade significativa de oxigênio, e hoje o nosso povo está precisando desse oxigênio”, afirmou Lima.

 

Fonte: Extra Globo

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.