NOTÍCIAS
Plantão Policial
15/08/2020

Homossexual acusa motorista de aplicativo de espancamento e homofobia durante corrida no bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. VEJA VÍDEO. VEJA VÍDEO

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Clayton Oliveira ficou com o rosto bastante ferido após a agressão sofrida

O homossexual Clayton Oliveira , levou uma violenta surra na noite de quinta-feira, 13, e acusa o motorista de aplicativo Junior Cruz da Silva de ser o agressor, quando faziam uma corrida solicitada pela vítima e que teve início no bairro da Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus.


O espancamento foi bastante violento e o rosto do homossexual aparece em fotografias que ele mesmo postou nas redes sociais fazendo a acusação e mais ainda, afirma que o motivo foi de “pura homofobia” por parte do motorista de aplicativo.


Clayton Oliveira relata que entrou no carro e durante a viagem Júnior Cruz perguntou se o passageiro era homossexual e foi só ele responder que sim e “fechar a boca” para receber os murros, tapas e chutes depois de ser retirado à força de dentro do carro que era usado na corrida de aplicativo.

 

Veja também

 

IMAGENS FORTES! Traficante 'vira presunto' em ponto de venda de drogas e de prostituição no centro de Manaus. VEJA FOTOS

 

Bandidos chegam de motocicleta e assaltam posto de combustível no bairro Gilberto Mestrinho na Zona Leste de Manaus. VEJA VÍDEO

 

Júnior Cruz disse que não foi ele quem agrediu o homossexual


O motorista de aplicativo acusado também gravou um vídeo e se defende mostrando um Boletim de Ocorrência que fez em uma delegacia por injuriam calúnia e difamação, e afirma categoricamente dizendo que quem lhe conhece sabe que não tem esse tipo de comportamento agressivo.


Junior Cruz alega que pe trabalhador e que o carro é de uma conta no aplicativo que realmente pertence a ele, no entanto, alega que tinha emprestado o carro para um parente e assim que soube da acusação de agressão e de homofobia correu para registrar o B.O. na delegacia.

 

Clayton Oliveira relata como aconteceu a agressão e

 acusa o motorista de homofobia (Fotos: Divulgação)


O motorista de aplicativo postou o vídeo fazendo sua defesa nas redes sociais e se colocou inclusive a disposição do homossexual Clayton Oliveira, para ficar de frente para ele e tem certeza que o acusador não vai reconhecê-lo como seu agressor.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp


O homossexual está com o rosto bastante danificado e já registrou queixa em uma Delegacia de Polícia, onde um inquérito já foi instaurado e uma investigação será iniciada nas próximas horas para esclarecimentos dos fatos e descobrir quem está falando a verdade.

 

VEJA VÍDEO:  

COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.