Notícias

Compartilhar Imprimir

Política no Amazonas

11/06/2019

Juiz nega pedido do Ministério Público e mantém Umanizzare no Governo, apesar das dezenas de mortes e fugas no sistema penitenciário do Estado. Somente nos últimos 5 anos, empresa faturou R$ 836 milhões

Compartilhar:

Foto: Reprodução

O contrato milionário teve início no Governo de Eduardo Braga

Na última quinta-feira, 6, o juiz de direito da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Ronie Frank, negou pedido do Ministério Público do Amazonas, que pretendia anular o contrato entre a empresa Umannizzare Gestão Prisional e Serviços Ltdari e o Governo do Estado que trata da privatização do sistema penitenciário, palco de inúmeras mortes ocorridas recentemente.

 

O contrato milionário teve início no Governo de Eduardo Braga e já rendeu, nos últimos cinco anos, R$ 836 milhões aos cofres da Umanizzare.

 

Apesar das mortes ocorridas nada mudou e novas mortes ainda poderão ocorrer.

 

A verdade é que fora o lucro obtido pela empresa não há política penitenciária que leve a sério o problema crônico da não redução da criminalidade e só gera mais crimes e violência sob o comando das facções criminosas que dominam o sistema.

 

Enquanto não houver uma correta e profissional gestão pública do serviço carcerário, as mortes e a corrupção continuarão a ser lugar comum no cotidiano amazonense. (AZ) 

Comentários

Opniao - 10/06/2019
Quem será que está levando uma fatia grande dessa empresa?? Será este jovem da foto que inicia essa matéria?
Daniel Lourenco - 10/06/2019
Dr juiz roni frank stone e um dos juizes mais serios que ja bi em 35 anos de advocacia que trabalhei no rio de janeiro sao paulo minas gerais e brasilia.
Jacob - 10/06/2019
Essa empresa deveria receber um prêmio e uns extras por facilitar que esses bandidos se matem entre si.
Leopardo - 11/06/2019
Quanto pior, melhor. A volta de velhos coronéis de barrancos. Eita Amazonas de terras caídas.
DIO - 11/06/2019
Marmelada
Jcc - 11/06/2019
O sistema carcerário não vai pra frente por esse motivo é empresa privada que toma conta desse sistema e os Chefões do Crime Organizado no Amazonas é que manda nessa empresa pode ter certeza, pois, é empresa particular fácil de ser corrompida e comprada por eles o funcionários.
TS - 11/06/2019
Pode deixar essa empresa mesmo, quem sabe assim tenha uma nova rebelião e eles terminem de se matar. seria muito bom.
Orlando Oliveira - 11/06/2019
Será...Se teve DIN-DIN ?
Assalariado - 12/06/2019
Não existe contrato de serviços que não sejam favorecido, e com isso a gente compreende porque os serviços não são bons pra sociedade. AS mortes só geram mais prejuízo para o "estado", no fim das contas nós que pagamos o preço.

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.