NOTÍCIAS
Plantão Policial
13/07/2020

Médico é preso acusado de abusar de pacientes em consultas ginecológicas. VEJA FOTO

Compartilhar:
Foto: Divulgação

O médico abusava das pacientes durante consultas ginecológicas

O médico ginecologista Orlando Veiga Filho, foi preso,  pela polícia civil do Pará, na manhã de hoje, segunda-feira (13), acusado de violência sexual contra suas pacientes. Todas seriam frequentadoras de clínicas particulares onde o médico prestava atendimento. Segundo a Polícia Civil, o médico atuava nos municípios de Breu Branco, Tucuruí e Parauapebas.

 

A investigação deu início a partir do registro de Boletim de Ocorrência Policial, no dia 02 de julho, na Delegacia de Breu Branco, registrado por uma mulher de 29 anos, que informou o crime durante o retorno de sua consulta ginecológica, feita, no mesmo dia, no Laboratório Biolab, pelo médico Orlando Veiga Filho. Com isso, foi delflagrada a operação Obsidere, que culminou na prisão do médico. 



Considerando a complexidade dos elementos que envolvem esse tipo de crime, foram rapidamente providenciados o exame pericial-sexológico da vítima, que atestou a prática de conjunção carnal recente, bem como o acompanhamento assistencial-psicológico, que constatou o seu abalo emocional. As oitivas testemunhais confirmaram, de maneira firme e coerente, a prática criminosa do ginecologista.  

 

Veja também

 

Policial pisa no pescoço de mulher em São Paulo e imagens fortes deixam todos chocados. VEJA VÍDEO

 

 

IMAGENS FORTES! Corpo de homem com rosto desfigurado boia nas proximidades da Feira da Manaus Moderna, Zona Central. VEJA VÍDEO



Durante a investigação, policiais civis receberam denúncia anônima de que o médico já havia abusado sexualmente de outras pacientes. "A autoridade policial aprofundou as investigações, e apurou que o médico já exerceu atividade em diversos estados, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima e São Paulo, nos quais não há registro de sua especialidade como ginecologista nos Conselhos Regionais de Medicina. A investigação também apurou que, em 2011, no município de Itupiranga, ele havia abusado sexualmente de outra mulher, com o mesmo “modus operandi”", afirmou a delegada.

 

Com objetivo de colher depoimento testemunhal da segunda vítima, policiais de Breu Branco localizaram o paradeiro da mulher em Marabá e, prontamente, se deslocaram ao município. Lá, uma testemunha foi ouvida, e foi constatado através de exame, que também houve conjunção carnal em 03 de janeiro de 2011.



Operação Obsidere

 

A palavra assédio vem do latim Obsidere, que tem, dentre seus significados, a palavra atacar. Na língua portuguesa significa insistência inoportuna, junto de alguém, com pretensões ou outra forma de abordagem forçada e humilhante.

 

Foto: Divulgação

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

 

Com informações da Ascom PC/PA

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.