NOTÍCIAS
Coisas do outro mundo
30/04/2020

Misterioso crânio dentro de cabeça de argila é revelado por cientistas

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Misterioso crânio dentro de argila é revelado por cientistas

A descoberta de uma máscara mortuária de argila com impressionante semelhança com o crânio de um jovem tem sido um mistério, desde 1968, para os arqueólogos russos. Encontrada em um antigo túmulo na cidade de Shestakovsky, na Sibéria Oriental, a magnífica peça se destacava entre 15 conjuntos de restos mortais humanos cremados no local.

 

A cabeça de argila foi localizada por uma equipe coordenada pelo professor soviético Anatoly Martynov numa região conhecida como Minusinsk Hollow. A peça de 2.100 anos foi atribuída à cultura Tagarsk, que viveu na Sibéria durante a Idade do Bronze. A tecnologia de raios X disponível à época mostrava algo incomum nos ossos detectados no interior da cabeça, mas nada conclusivo.

 

Sem poder tirar conclusões adicionais, o professor Martynov declarou, de forma profética: ""Existem ossos de crânio e um pequeno espaço oco que, sem dúvida, não corresponde ao tamanho normal de um crânio humano, porém é bem mais reduzido". Nenhum investigação pôde ser feita para não destruir a antiga relíquia.

 

Veja também

 

Máscara de pandemia de quatro séculos atrás se destaca em competição entre museus

 

Homem gasta R$ 70 mil para 'renascer' com modificações corporais bizarras. VEJA O ANTES E DEPOIS

Desvendando o segredo da máscara

 

a

Foto: Reprodução


Finalmente, utilizando técnicas modernas de fluoroscopia de imagens, uma equipe de pesquisadores russos conseguiu revelar o mistério do crânio dentro da máscara funerária que até hoje continuava um mistério.

 

No último dia 17 de abril, o portal Archaelogy revelou que uma equipe de pesquisadores liderada por Natalia Polomak, do Instituto Russo de Arqueologia e Etnografia, e Konstantin Kuper, do Instituto de Física Nuclear, chegou à conclusão que o crânio existente dentro da escultura pertencia a um carneiro.

 

Natalia formulou a hipótese de que a cultura Tagarsk tenha criado um corpo para enterrar como substituto simbólico do jovem guerreiro possivelmente por não ter conseguido recuperar os restos mortais do morto.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram

Entre no nosso Grupo de WhatsApp. 

 

Outra teoria formulada pela pesquisadora, Elga Vadetskaya, defende que a cabeça de carneiro possa ter sido colocada nos lugares dos restos do mortais do homem pelo fato de terem sido completamente decompostos antes que o complexo ritual de enterro se concluísse. 

 

Mega Curioso

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.