NOTÍCIAS
Geral
21/11/2020

Morros com restos mortais são colocados de volta no Cemitério de Campo Grande. VEJA VÍDEO

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Após denúncias, terras com restos mortais são colocadas dentro do cemitério de Campo Grande

Os morros com restos mortais foram colocados de volta ao Cemitério de Campo Grande, Zona Oeste do Rio, após denúncia feita pelo Dia. O caso foi noticiado com exclusividade na quinta-feira, e mostrava que desde que o cemitério entrou em obras, há mais de seis meses, a terra escavada de túmulos antigos estava sendo despejada em uma área externa ao terreno.

 

Questionada sobre a data de início da obra e seu objetivo, a Rio Pax, responsável pelo cemitério não respondeu à reportagem.

 

Um morador, que não quis se identificar, relatou que agentes do Comando de Polícia Ambiental, da Polícia Militar, atuaram no local nesta sexta-feira retirando os montes e diversos ossos foram encontrados.

 

Veja também 

 

Menina de 8 anos escreve carta para Papai Noel e comove com pedido de pão e leite para o irmão: ‘Não tem nada’

 

Aos 76 anos, idosa que aprendeu a ler e escrever depois dos 50 lança livro de poemas: 'Hoje temos voz'

 

Em nota, a PM informou que os policiais realizaram a ação para checar atividades irregulares no cemitério. No local, uma retroescavadeira e um caminhão foram encontrados aterrando ossadas em um terreno baldio nos fundos do cemitério.
 

Um homem se apresentou como responsável do local e foi conduzido à 35ª DP (Campo Grande) para prestar esclarecimentos.
Ainda segundo o morador, por conta das obras realizadas, a lama do cemitério ficou espalhada no chão por conta das máquinas pesadas que "trabalham noite e dia". Ele ainda relatou que o odor desagradável no local continua forte.
 

"O pior é que a lama toda está lá, eles trabalharam toda a madrugada querendo esconder, levando a terra para dentro do cemitério de novo, mas agora estragou tudo. Como ficou tudo degradado, acabou todo o espaço de lazer da comunidade", contou.

 

VEJA VÍDEO 

  

 

Em nota, a Rio Pax diz que o cemitério de Campo Grande, após as obras, passou a ser referência na Zona Oeste, exemplo de modernidade e cuja melhoria nos atendimentos é visível. A empresa alega que por anos o cemitério de Campo Grande. " A Concessionária esclarece que tal "terra" é proveniente do próprio cemitério e será usada na compactação do terreno para a construção de novas sepulturas", diz em nota. A RioPax diz que a terra já foi realocada em local próprio.
 

A Polícia Civil apura o motivo de o cemitério ter despejado entulhos com restos mortais em uma via pública do bairro. A ocorrência foi registrada na 35° DP (Campo Grande), e responsáveis pela administração do cemitério devem ser ouvidos.


Moradores da comunidade conhecida como "Favelinha das Almas", vizinha ao cemitério, ficam expostos à terra com matéria orgânica como ossos e pele. Desde que o cemitério entrou em obras, a terra escavada de túmulos antigos está sendo despejada em uma área externa.
 

Crianças e adolescentes que utilizam o campo de futebol ao lado do Cemitério de Campo Grande, para brincar de bola ou soltar pipa, têm que dividir o gramado com morros macabros, perigo de contaminação e odor. Um vídeo de 7 de junho, mostra crianças participando de um festival de pipas ao lado dos morros insalubres.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.
Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

Nos morros de terra, que ficam na área externa do cemitério, os moradores encontravam pedaços de ossos, crânios, pele, crucifixos, mármore e pedaços de túmulos, entre outros detritos do cemitério.

 

Fonte: O Dia 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.