NOTÍCIAS
Internacional
29/03/2020

Mortes por coronavírus caem na Itália, mas isolamento continua

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Homem fala ao telefone na Itália, enquanto país luta contra coronavírus

O número de mortes por coronavírus na Itália caiu pelo segundo dia consecutivo neste domingo (29), mas o país ainda estuda uma medida de isolamento social mais rígida.

 

O departamento de Proteção Civil disse que 756 pessoas morreram no último dia, elevando o total para 10.779 - mais de um terço de todas as mortes pelo vírus em todo o mundo.

 

Houve foram 133 mortes a menos do que as 889 mortes registradas no sábado, quando os números caíram de um recorde de 919 na última sexta-feira (27).

 

Veja também 

 

Coreia do Norte faz testes de mísseis; EUA pedem volta de negociações

 

Holanda ordena recall de máscaras de proteção da China

 

Embora o número total de casos confirmados tenha aumentado para 97.689 no domingo em relação aos 92.472 anteriores, foi o menor aumento diário em novos casos desde quarta-feira.

 

Mas, apesar das esperanças das autoridades italianas de que a tendência de queda continuasse, parecia cada vez mais provável que as restrições a todas as atividades, exceto as essenciais, que deveriam expirar na sexta-feira, fossem logo estendidas oficialmente.

 

"As medidas que deveriam expirar em 3 de abril serão inevitavelmente estendidas", disse o ministro de Assuntos Regionais Francesco Boccia à televisão Sky TG24.

 

Ele disse que o momento seria decidido pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte e pelo governo com base em dados da comunidade médica e científica.

 

"Acho que seria inapropriado e irresponsável falar em reabertura (escolas e locais de produção)", disse Boccia.


A mídia italiana informou que a extensão pode durar mais duas semanas até cerca de 18 de abril.

 

O ministro de esportes da Itália disse no domingo que proporia a proibição de todos os eventos esportivos, incluindo jogos de futebol, durante todo o mês de abril.

 

O ministro da Saúde, Roberto Speranza, pediu aos italianos que não baixassem a guarda.

 

"Apagaríamos todos os esforços feitos até agora para conter o contágio. Os sacrifícios das últimas semanas são sérios", disse ele ao jornal Corriere della Sera em entrevista publicada no domingo.

 

As mortes diárias na região norte da Lombardia, a área que sofreu o impacto da emergência, caíram acentuadamente em relação à contagem de sábado.

 

"Não há mais um aumento exponencial nos dados, mostrando que o que foi feito está dando resultados", disse Danilo Cereda, funcionário do governo regional da Lombardia.

 

Giulio Gallera, o principal oficial de saúde da região norte da Lombardia, disse que os italianos precisam reconhecer que terão que viver "de uma maneira diferente nos próximos meses".

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram
Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

Mais de 662.700 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em todo o mundo e 30.751 morreram, segundo um relatório da Reuters.

 

R7

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.