NOTÍCIAS
Mulher
04/06/2021

Mulheres de destaque na Justiça do Trabalho do Amazonas e de Roraima são premiadas em live do TRT-11

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Prêmio Mulheres Formadoras e Informadoras da Justiça do Trabalho da 11ª Região ocorreu durante live realizada na sexta-feira (28/5)

O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região, por meio de sua Escola Judicial (Ejud11), premiou cinco personalidades femininas que se destacaram na Justiça do Trabalho do Amazonas e de Roraima no ano de 2020.

 

A entrega do Prêmio Mulheres Formadoras e Informadoras da Justiça do Trabalho da 11ª Região ocorreu durante live realizada na sexta-feira (28/5) com transmissão ao vivo pelo YouTube.

 

O resultado da segunda edição já havia sido divulgado no dia 4 de dezembro de 2020. Instituído pela Ejud11 em 2019, o prêmio é dividido em duas categorias: "Conjunto da Obra" e “Voto Popular”, esta última com premiação das duas primeiras colocadas nos estados do Amazonas e de Roraima. Foram mais de 11 mil votos na votação on-line realizada no portal do TRT-11.

 

Veja também

 

Pela primeira vez, apenas mulheres integram lista tríplice para vaga no TSE


Biotina: o que é, como usar e seus benefícios nos cabelos

 

Empoderamento e desafios

 

Durante a abertura, a desembargadora-presidente Ormy da Conceição Dias Bentes salientou que o reconhecimento, em forma da premiação criada pela Escola Judicial do TRT-11, está em sintonia com o “empoderamento feminino”, uma consciência coletiva que expressa as ações tendentes a fortalecer as mulheres, em todos os âmbitos da coletividade social.

 

“Certamente, no universo institucional, a premiação reconhece o fortalecimento do trabalho feminino, com todas as suas idiossincrasias, experiência de vida, formas e métodos de trabalho, que agregam sobremaneira à elevação do nosso Regional em patamares ascendentes diante de toda a Justiça do Trabalho”, declarou, contextualizando o marco histórico vivenciado pelo TRT-11, cuja direção no biênio 2020/2022 é composta exclusivamente por mulheres.

 

Idealizador do prêmio, o diretor da Ejud11, desembargador Audaliphal Hildebrando da Silva, falou sobre as razões históricas que o motivaram a instituí-lo em reconhecimento à atuação das mulheres na Justiça do Trabalho da 11ª Região. “Historicamente, as mulheres sofreram violência de toda ordem. Hoje, apesar da evolução, no ambiente de trabalho ainda existem desafios como a questão salarial e a empregabilidade feminina, pois as mulheres ainda são preteridas por causa da maternidade, por exemplo. Temos muito a evoluir”, disse.

 

Ao finalizar sua fala, o desembargador enalteceu a força feminina e falou que se sente feliz por integrar um tribunal em que as mulheres são maioria na composição do 2º grau (nove desembargadoras e cinco desembargadores), o qual conta com um trio feminino na gestão do biênio 2020/2022: “Esse mito de sexo frágil não existe. A mulher é tão forte, tão capaz, tão competente quanto o homem”, concluiu.

 

Agraciadas

 

Uma desembargadora, uma servidora e três juízas do trabalho do TRT da 11ª Região foram as personalidades de destaque no Amazonas e em Roraima no ano de 2020.

 

A gratidão foi o sentimento unânime definido pelas cinco agraciadas com o Prêmio Mulheres Formadoras e Informadoras da Justiça do Trabalho da 11ª Região.

 

Ruth Sampaio

 

A desembargadora Ruth Barbosa Sampaio foi premiada na categoria Conjunto da Obra, conforme indicação unânime do Conselho Consultivo da Ejud11. O certificado foi entregue virtualmente por seu paraninfo, o desembargador Jorge Alvaro Marques Guedes.

 

 

Além da atuação na Magistratura Trabalhista, na qual ingressou em 1988, a desembargadora Ruth Sampaio também é autora da obra digital “O livro do meu ser”, uma coletânea de poesia lançada em 2019.

 

Ao longo dos mais de 32 anos de carreira na magistratura, a desembargadora exerceu vários cargos no TRT-11, dentre os quais foi corregedora e ouvidora no biênio 2018/2020. Atualmente, preside a 3ª Turma e coordena o Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc-JT) no âmbito do 2º grau.

 

Nereida Lacerda

Na categoria Voto Popular, a servidora Nereida Martins Lacerda conquistou o primeiro lugar no estado do Amazonas com 7.199 votos. A premiação foi entregue por seu filho Gabriel Martins Lacerda.

 

 

Analista judiciária na área administrativa do TRT-11 desde dezembro de 2002, Nereida Lacerda foi assistente de juiz na 4ª Vara do Trabalho de Manaus, assessora de gabinete e, atualmente, é diretora de Secretaria da Corregedoria Regional no biênio 2020/2022. Ao longo desses 19 anos de carreira na Justiça do Trabalho, sempre integrou a equipe desembargadora corregedora Márcia Nunes da Silva Bessa.

 

Nereida também é voluntária no Abrigo Moacyr Alves e literalmente “veste a camisa” por uma causa que lhe comove e motiva: os direitos das crianças portadoras da Síndrome Cornélia de Lange, uma doença rara que acomete seu filho Gabriel. E assim, ela uniu esforços com outras mães brasileiras em prol das crianças portadoras dessa síndrome genética rara, que causa uma série de comprometimentos físicos, cognitivos e neurológicos.

 

Edna Fernandes


A vice-campeã no Amazonas foi a juíza do trabalho Edna Maria Fernandes Barbosa, que obteve 2.459 votos.

 

 

Titular da 7ª Vara do Trabalho de Manaus e juíza auxilar da Corregedoria do TRT-11 no biênio 2020/2022, Edna Barbosa ingressou na magistratura trabalhista em 1994.

 

Doutora em Direito pela Universidade Católica de Santa Fé, na Argentina, é professora universitária e autora de livros e artigos. É membro de diversas comissões como a Comissão Nacional de Efetividade de Execução Trabalhista do CSJT, Comissão Nacional de Promoção da Conciliação do CSJT e Comissão Nacional de Conciliação do CNJ, dentre outras.

 

A magistrada teve como paraninfos seus filhos Alex Fernandes Minori e Alan Fernandes Minori.

 

Eliane Leite


O primeiro lugar em Roraima, ficou com a juíza do trabalho substituta Eliane Cunha Martins Leite, que conquistou 4.887 votos.

 

 

Ela ingressou na magistratura do trabalho em 2013 e, atualmente, está lotada em Boa Vista (RR), onde é membro do Comitê do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, é gestora regional do Programa em Roraima e integra o Comitê Estadual Judicial de Enfrentamento à Exploração do Trabalho em Condição Análoga à de Escravo e ao Tráfico de Pessoas.

 

Samira Akel

 

A juíza titular da 2ª Vara do Trabalho de Boa Vista (RR), Samira Marcia Zamagna Akel, obteve o segundo lugar na votação on-line com 2.594 votos. Ingressou na magistratura trabalhista em 1998, foi promovida à titularidade da 2ª VTBV em 2015 e, no mesmo ano, foi diretora do Fórum Trabalhista de Boa Vista (RR).

 

 

Maria do Carmo Zamagna Akel, mãe da magistrada, foi sua paraninfa na entrega da premiação.

 

Autoridades

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

Além da presidente do Regional, desembargadora Ormy da Conceição Dias Bentes, e do diretor da Ejud11, desembargador Audaliphal Hildebrando da Silva, a mesa virtual de honra foi composta das seguintes autoridades: o ouvidor do TRT-11, desembargador David Alves de Mello Júnior; o juiz titular da Vara do Trabalho de Presidente Figueiredo (AM) e presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da 11ª Região (Amatra-XI), Sandro Nahmias Melo; a advogada Aline Laredo Pinto representando a Presidência da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Amazonas (OAB/AM). 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.