13 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Bizarro
09/07/2024

Nojento ou satisfatório? Vídeos de cravos e unha encravada fazem profissionais faturarem mais

Foto: Reprodução

Esteticistas e podólogos estão conseguindo clientes e renda extra ao publicar vídeos dos procedimentos

Tem quem ame e quem odeie, quem ache nojento ou satisfatório (ou os dois). De qualquer forma, é fato que vídeos de extração de cravos e espinhas, e de tratamento de unhas encravadas, fazem o maior sucesso nas redes sociais.

 

E, claro, tem gente lucrando com isso . Profissionais de estética e podólogos têm usado as plataformas digitais para expandir seus negócios, conquistar clientes e até obter uma renda extra, monetizando os tais vídeos satisfatórios.

 

A podóloga Cristiane Batista, de Bonito (MS), tem 1,4 milhão de seguidores no TikTok e diz que a internet foi fundamental para “dar um boom” na venda do curso dela de podologia. “É um relato uníssono: te conheci pelo TikTok”, conta.

 

Veja também

 

Vidente Baba Vanga previu que 2025 será o início do fim da Humanidade

 

Satanistas serão voluntários em escolas na Flórida, em resposta a lei 'de extrema-direita' aprovada no estado

 

E, mesmo em perfis menores, como o da esteticista Fernanda Oliveira, de Gama (DF), que tem 33 mil seguidores no Instagram, dá para perceber o impacto das redes sociais nos negócios, segundo ela.

 

“O Instagram, hoje, é minha porta de entrada para trazer clientes: 90% vêm por lá e só 10% por boca a boca", diz.

 

Esse sucesso na web fez até quem não é profissional da área aproveitar para faturar. Daniella Fernandes é dona de uma loja de eletrônicos em Goianésia (GO) e diz que ganha até R$ 14 mil por mês do TikTok por reagir a vídeos de cravos e unhas encravadas.

 

“É até engraçado porque tem muitos podólogos que entram em contato comigo para eu reagir aos vídeos deles para eles também ganharem visibilidade”, relata.

 

Por outro lado, alguns criadores de conteúdo afirmam que a divulgação desse tipo de vídeo tem prejudicado o engajamento, pois as plataformas digitais restringem a entrega aos usuários de conteúdos considerados sensíveis.

 

Segundo João Finamor, professor de marketing digital da ESPM, a dica é não mostrar sangue, evitar publicações longas somente com as imagens dos procedimentos e incrementar os vídeos com narrações (entenda mais ao fim da reportagem).

 

‘A PODOLOGIA TRANSFORMOU A MINHA VIDA FINANCEIRA’

 

Os milhares de comentários comprovam o sucesso do conteúdo: “Me traz calma ver a unha ficando bonita”, “nunca me senti tão presa num vídeo assim, nem senti o tempo passar”, “a sensação depois de ter terminado é muito boa”.

 

Em seu vídeo mais visto do TikTok, com 60 milhões de visualizações, a podóloga Cristiane Batista narra os procedimentos que fazia para tirar um bicho do canto da unha da cliente.

 

Durante a narração, a profissional mistura explicações técnicas da podologia e comentários engraçados, como ao dizer que, no fim, o que estava na unha era “uma formiguinha com crise existencial, achando que era um bicho de pé”.

 

Cristiane Batista, de Bonito (MS), começou a graduação em podologia em 2020, aos 45 anos — Foto: Arquivo pessoal

 

Cristiane começou a graduação em podologia em 2020, aos 45 anos, e diz que a decisão transformou a vida financeira dela. Até então, ela trabalhava como manicure e pedicure, além de realizar outros serviços de beleza.

 

Ao começar a atuar como podóloga, Cristiane afirma que as redes sociais a ajudaram a conseguir a nova clientela em Bonito (MS) e, mais tarde, a vender seu curso livre de podologia.

 

"Hoje eu tenho alunas na Europa, nos Estados Unidos, no Japão, em vários lugares, e a maioria veio pelo TikTok”, diz.

 

A profissional conta que também chegou a ganhar dinheiro monetizando os vídeos na plataforma. No entanto, ela passou a postar com menos frequência após receber denúncias por conteúdo sensível

.

TIKTOK VS. INSTAGRAM

 

A esteticista Fernanda Oliveira diz que consegue utilizar o TikTok como ferramenta para ganhar uma renda extra: de R$ 1,5 mil a R$ 2 mil por mês. “Me ajuda muito. Já sei mais ou menos quanto vai dar, e conto com isso”, afirma.

 

Ela postou os primeiros conteúdos na plataforma, sobre limpeza de pele, há cerca de um ano em meio. E conseguiu milhões de visualizações. “Nossa, como eu queria trabalhar espremendo cravos” e “dá até água na boca” são alguns dos comentários.

 

A esteticista Fernanda Oliveira, de Gama (DF), usa o TikTok para ganhar uma renda extra — Foto: Arquivo pessoal

 

A maior parte da clientela da Fernanda, no entanto, não vem do TikTok, e sim do Instagram. Ela argumenta que, na primeira rede social, onde tem mais de 80 mil seguidores, o público só se interessa pelos vídeos de limpeza de pele.

 

Já no Instagram, Fernanda divulga outros serviços, tira dúvidas e posta sobre a própria rotina. E, mesmo com uma quantidade menor de seguidores (33 mil), consegue converter mais clientes.

 

A esteticista Isabelle Santiago, de São Paulo (SP), ainda não monetiza suas postagens na internet, mas percebe a mesma situação: “O Instagram me traz cliente, e o TikTok é mais para visualização”, diz.

 

Com 21 mil seguidores no TikTok, a profissional está em busca de fazer suas redes sociais crescerem, mas explica que só grava clientes com quem tem mais intimidade. "Tem gente que não gosta. E, quando eu vejo que a pessoa está com a autoestima baixa, não peço.”

 

Isabelle Santiago é esteticista em São Paulo (SP) e tem 21 mil seguidores no TikTok — Foto: Arquivo pessoal

 

Assim, a orientação do professor de marketing é “não trabalhar um vídeo inteiro, longo, de um minuto, só com a imagem” e “trazê-lo em caráter educacional, explicando o que está acontecendo, pedindo para não fazer em casa, levando em conta que é um procedimento que deve ser feito por profissionais qualificados”.

 

Kellen Soares e Daniella Fernandes, de Goianésia (GO), reagem a vídeos de cravos no TikTok — Foto: TikTok/Reprodução

 

Dennis Sloboda parou de postar vídeos sobre cravos no TikTok — Foto: TikTok/Reprodução

Fotos: Reprodução

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram 

 

Procurada, a Meta, dona do Facebook e Instagram, disse que não comentaria as possíveis restrições das plataformas a vídeos de remoção de cravos, espinhas e unhas encravadas.

 

Fonte: G1

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.