25 de Junho de 2022 - Ano 8
NOTÍCIAS
Geral
18/06/2022

OPINIÃO: Tudo começou com uma coisa feia, estúpida, vestida de morte. Mãos putrefatas ajudaram a coisa a subir e lhe deram vida. O fizeram presidente da república

Foto: Reprodução

* Por Lúcio Carril -Tudo começou com uma coisa feia, estúpida, vestida de morte, emergida de uma fossa terrestre cheia de vermes gosmentos. Mãos putrefatas ajudaram a coisa a subir e lhe deram vida. O fizeram presidente da República.

 

Foi como uma bomba nuclear na moral e na ética da nação brasileira. Logo se espalhou a violência descontrolada e espúria. Estupradores e feminicidas passaram a se sentir protegidos. Milícias e grupos neonazistas se multiplicaram. Acharam campo fértil para propagar o ódio e o crime.

 

As polícias abandonaram os normas legais de abordagem e a bala passou a chegar primeiro no povo inocente, principalmente em jovens e negros. Torturas ao ar livre, assassinatos por asfixia, fuzilamento de carros com famílias inteiras dentro, invasão de domicílios sem mandado judicial; instituição de um corporativismo cínico e mentiroso dos órgãos de segurança para proteger o crime de seus agentes. Enfim, policiais viraram coveiros do estado de direito.

 

Veja também

 

Bolsonaro ataca 'mentiras sobre a Amazônia' ao lado de Elon Musk

 

Em live, Bolsonaro ataca TSE e afirma que vai contratar empresa para auditar eleições

 

As forças armadas se desarmaram da pouca ética que tinham e voaram na corrupção desavergonhada, com seus leites condensados, viagras e próteses penianas.

 

Políticos do centrão nadam em dinheiro público do orçamento secreto. A corrupção campeia.

 

A coisa se congratula com toda essa barbárie. Aplaude. Defende. É o êxtase de uma vida bruta, desonesta e cruel. Seus dentes estragados expostos no riso trágico revelam sua alma, ou a ausência dela.

 

O Brasil está contaminado pela conduta criminosa de maus brasileiros apoiados por um líder podre e fedegoso. As práticas ruins se impõem como ação violenta e covarde.

 

Mas há resistência.

 

A barbárie não sobreviverá ao ímpeto do povo de bem e sua cultura de solidariedade. A resistência está surgindo desse espírito de luta e de amor. A civilização retornará ao seu processo de construção da humanidade. A coisa e seus acólitos voltarão às trevas, presos definitivamente no fosso cinza da escuridão.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp e Telegram

 

*Lúcio Carril é sociólogo, ex-secretário executivo da Secretaria de Política Fundiária do Estado do Amazonas, ex-delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário e especialista em gestão e políticas públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. 

LEIA MAIS
COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2022. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.