20 de Maio de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Educação
19/11/2023

Professores da Escola Estadual Lucinda Félix fizeram nos dias 15 e 16 de novembro abertura dos trabalhos para o Dia da Consciência Negra

O objetivo dos trabalhos foi resgatar as tradições quilombolas, além de praticar a valorização e a importância dos Negros em nossa sociedade.

 

Os trabalhos desenvolvidos pelos alunos foram confecção de painéis com máscaras africanas, danças, jogo de capoeira, culinária africana, cartazes contra o racismo e homenagem a Quilombola do São Benedito Deusdete Fonseca Lima 95 moradora antiga do bairro Praça 14 de Janeiro.


No primeiro dia houve a palestra com o Mestre Cultural de Manaus afro maranhense Lamartine Silva sobre o Racismo Estrutural, além da participação de Warlison Nunes.

 

Veja também

 

Alunos da Prefeitura de Manaus são premiados no concurso 'Tecendo Letras'

 

Enem: quem perdeu prova tem até 23h59 desta 6ª para pedir reaplicação

 

 

 

Já o segundo dia contou com a presença do historiador e mestre de capoeira Marlon Seabra, sobre religiões Afro Brasileiras e intolerância religiosa.

 

 

 

 

 

Em seguida, houve uma linda homenagem realizada pela professora Cristinne Seabra dedicada a sua avó quilombola de São Benedito da Praça de Janeiro e moradora antiga do mesmo bairro, Deusdete Fonseca Lima, negra com 95 de idade. A professora relata que sempre desejou fazer uma homenagem e poder mostrar para seus alunos e sua avó a grande importância que ela tem para nossa sociedade. Uma mulher negra que enfrentou o preconceito, criou seus filhos e netos, é pioneira com vendas de salgados e tacacá no Centro da Cidade de Manaus. Para mim é gratificante, vê que ela passou por tantas dificuldades, mas sempre deu o seu melhor com personalidade forte e marcante sempre foi resiliência, batalhadora, matriarca de nossa família é minha rainha. Eu tenho orgulho de ser neta dela. Sou muito grata a Deus pela vida da minha vozinha.

  

 Deusdete Fonseca Lima 95, Quilombola de São Benedito

Praça 14 e moradora antiga do mesmo bairro

 

Nosso evento foi muito impactante para nossos alunos.

 

 

 

 

 

Fotos: Reprodução

 

Buscou-se evidenciar as contribuições das etnias negra e indígena para a formação da sociedade brasileira. A exposição realizada na escola foi o fechamento de todo o trabalho feito pelos professores, afirma a Coordenadora do Evento professora Vera Pedraça.


Coordenadoras do Evento Cristinne Seabra e Vera Pedraça.


Professores supervisores. Grace, Issandro, João e Rozinete.


Direção escolar. Klyssia.


Pedagoga Márcia e Secretária Rosinha. 

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp e Telegram 

 

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.