17 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Política
14/06/2024

Projeto do aborto: Deputado diz ter 300 votos e afirma que há acordo com Lira para texto entrar na pauta

Foto: Reprodução

À CNN, Sóstenes Cavalcante, autor do texto, declarou que o projeto deve ser aprovado com tranquilidade

Pastor evangélico e deputado federal, Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) é o principal autor do projeto de lei que criminaliza o aborto e equipara as penas ao crime de homicídio. À CNN, ele disse que o projeto deve ser aprovado com tranquilidade e que, inclusive, há acordo com o presidente da Câmara, Arthur Lira, para que o texto seja pautado.

 

300 votos entre 513 deputados. Esse é o cálculo do parlamentar para a votação e aprovação do Projeto de Lei que criminaliza mulheres que fazem procedimentos abortivos.Na quarta-feira (12), a Câmara dos Deputados aprovou o regime de urgência para o Projeto de Lei 1904/24. A proposta, além de Sóstenes, tem a assinatura de outros 32 parlamentares.

 

A ideia dela é equiparar o aborto de gestação acima de 22 semanas ao crime de homicídio, podendo fazer que mulheres que passam pelo procedimento tenham penas maiores até que seus próprios estupradores.“O projeto ganhou o apoio na Câmara da bancada bolsonarista. Há um compromisso do [presidente da Câmara] Arthur Lira com a Frente Evangélica de que ele pautaria [o projeto de lei]”, diz Sóstenes.

 

Veja também 

 

Aborto, droga: Congresso avança em pauta de costumes; governo silencia

 

União Brasil rejeita ideia de afastar Juscelino após denúncias

 

Embora seja criticado pela base aliada do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o projeto teve o regime de urgência aprovado sem grandes resistências.Com isso, ele passa a ser prioridade na pauta do Legislativo e pode ter sua aprovação mesmo antes do recesso parlamentar, marcado para o dia 17 de julho.

 

Na quinta-feira (13), a âncora da CNN Tainá Falcão e as analistas Jussara Soares e Débora Bergamasco mostraram que há um acordo feito entre Lira e o governo para deixar o projeto sem data de votação.

 

O tema, no entanto, ainda está sendo debatido na Câmara e até mesmo os governistas não descartam que o projeto fure a fila e seja aprovado de supetão.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram

 

Também na quinta, Sóstenes afirmou ao analista da CNN Teo Cury que vai sugerir a inclusão no texto do aumento da pena do crime de estupro para 30 anos para evitar a possibilidade de uma mulher adulta vítima de estupro ser condenada a uma pena mais severa do que a de seu estuprador caso interrompa a gravidez após 22 semanas.

 

Fonte: CNN

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.