19 de Maio de 2022 - Ano 8
NOTÍCIAS
Internacional
14/07/2021

Protestos em Cuba: recrutamento forçado, invasão de casas e 160 desaparecidos

Foto: Reprodução

Cuba teve nesta quarta, 14, manifestações nas cidades de Pinar del Rio, Havana e Santiago de Cuba . Foi o quarto dia consecutivo de protestos contra a ditadura. Demonstrações nos municípios de Camaguey e Cárdenas foram impedidas pela polícia, que recrudesceu a repressão. Entidades de direitos humanos calculam o número de desaparecidos entre 160 e 187. A ditadura já admitiu a morte de um manifestante, em um bairro pobre de Havana.

 

Apesar do bloqueio de internet, aos poucos alguns cubanos têm conseguido acesso limitado e enviado informações sobre o que está acontecendo.

 

Uma das notícias é que policiais estão entrando nas casas das pessoas para fazer recrutamento forçado de jovens com mais de 17 anos. Eles recebem pedaços de pau e são orientados sobre como reprimir manifestações (foto). Em um vídeo divulgado nas redes sociais, é possível ver esses adolescentes sendo conduzidos de um lugar para o outro.

 

Veja também

 

Repórter é encurralada por policiais e presa durante jornal ao vivo em Cuba: 'Estou com muito medo'. VEJA VÍDEO

 

Surto 'épico' de gafanhotos está devastando os EUA

 

Policiais também estão invadindo a casa de cubanos durante a noite , buscando pessoas que participaram das manifestações.

 

Veja imagens dos protestos em Cuba, maiores atos na ilha em décadas

 

Um vídeo publicado na internet mostra o momento em que agentes uniformizados entram na casa de Joel Daniel Cárdenas Díaz, na cidade de Cárdenas. Assim que invadem a casa, os policiais atiram contra Díaz, na frente de sua mulher e filha. Depois de cair no chão, ele sofreu golpes e foi levado em uma viatura. Díaz ainda está vivo, mas familiares não puderam visitá-lo. Ele é acusado de ter participado de manifestações na cidade de Matanzas, mas sua esposa nega que ele esteve por lá.

 

Cuba tem protestos contra o governo em meio a grave crise e piora da  pandemia | Mundo | G1

 

Nesta quarta, 14, Brigadas de Resposta Rápida foram colocadas de prontidão nas sedes do Partido Comunista Cubano e nos Comitês de Defesa da Revoução, os CDRs. Essas brigadas, compostas por policiais à paisana, agem assim que alguém inicia uma manifestação . Em geral, elas detêm as pessoas e as levam para delegacias em carros com ou sem placa oficial.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

Protestos em Cuba: entenda em 3 pontos por que milhares saíram às ruas

Fotos: Reproduções

 

Fonte: IG

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2022. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.