NOTÍCIAS
Meio Ambiente
17/06/2021

Secretário de Estado dos EUA cobra ações ambientais concretas do Brasil

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Jair Bolsonaro participa da cerimônia de assinatura do Acordo Brasil e Estados Unidos, no Programa Artemis, no Palácio do Planalto, em Brasília

O Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, cobrou ações ambientais concretas do Brasil nesta quinta-feira, citando as metas para alcançar a neutralidade de carbono e eliminar o desmatamento, informou o Departamento de Estado. O recado foi dado em telefonema ao chanceler Carlos França para parabenizar o país pela assinatura de um acordo de cooperação em projeto da Agência Espacial Americana (Nasa).

 

"Eles discutiram as metas encorajadoras do presidente Bolsonaro para alcançar a neutralidade de carbono até 2050, dobrar o financiamento para combater o desmatamento ilegal e eliminar o desmatamento ilegal até 2030, e a necessidade de sustentar essas metas com etapas de implementação concretas no curto prazo", disse o departamento em nota.

 

Ainda segundo o departamento, Blinken também parabenizou o chanceler França pela eleição do Brasil para o Conselho de Segurança das Nações Unidas e por se tornar o primeiro signatário latino-americano do Projeto Artemis, que pretende levar a primeira mulher e o próximo homem à superfície lunar em 2024. O acordo de cooperação entre os países foi oficializado na terça-feira pelo presidente Jair Bolsonaro em cerimônia no Palácio do Planalto.

 

Veja também

 

Desmatamento da Amazônia brasileira dispara 67% em maio e esvazia promessas de Bolsonaro

 

Alerta de desmatamento na Amazônia Legal em maio é o maior desde 2016

 

“Foi bom falar com o chanceler brasileiro, Carlos França, hoje e parabenizá-lo pela assinatura do Brasil no Projeto Artemis”, disse Blinken no Twitter. “Valorizo nossa forte parceria com o Brasil e estou ansioso para aprofundar nossa cooperação econômica, ambiental e de segurança”.

 

O programa Artemis marcará o retorno dos humanos à superfície lunar pela primeira vez desde 1972. A NASA afirmou que a missão estará focada em "alcançar a meta de um pouso tripulado inicial até 2024 com riscos técnicos aceitáveis, enquanto trabalha simultaneamente para a exploração lunar sustentável para o final dos anos 2020."

 

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.   

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

O Brasil é o único país da América Latina e o 12º no mundo a entrar para a lista de parceiros do projeto.

 

Fonte: Globo.com

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2021. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.