NOTÍCIAS
Plantão Policial
07/02/2020

SSP-AM cria sistema para acelerar identificação de veículos clonados e celulares roubados

Compartilhar:
Foto: Divulgação

A novidade é parte das mudanças para modernização do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp)

Em Manaus, policiais militares e civis poderão checar em tempo real se um celular tem restrição de roubo ou furto ou se um veículo é clonado. A novidade é parte das mudanças para modernização do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), usado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) para gerenciar informações e subsidiar o trabalho policial nas ruas.

 

Seguindo determinação do secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, as mudanças visam agilizar o trabalho policial com o emprego da tecnologia.

 

As melhorias estão em teste desde o mês de agosto de 2019 e foram feitas pelo Departamento de Tecnologia (DTEC) da SSP-AM e pela empresa Processamento de Dados do Amazonas (Prodam).

 

Veja também 

 

Amazonas quer inserir cinco plantas fitoterápicas na rede SUS

 

Ação conjunta fecha estabelecimento comercial por crime contra relação de consumo, na operação ‘Sabor Amargo’

 

Além da criação do cadastro e consulta de celulares com restrição de roubo e furto, o sistema possibilita ao policial que está nas ruas, verificar se um veículo é clonado. Outra ação foi a integração com o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp).

 

De acordo com o chefe do DTEC, delegado Bruno Hitotuzi, a integração de dados com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Governo Federal, vai permitir ampliar a base de consultas sobre pessoas com mandados de prisão em aberto, facilitando a prisão de foragidos de outros estados.

 

Foto: Reprodução

 

“Estamos fazendo um trabalho em conjunto com a Senasp, pois o órgão busca reunir os Boletins de Ocorrência de todos os estados, e criar um banco nacional para todas as polícias. Ou seja, se uma pessoa está no Amazonas ou no Rio Grande do Sul, o histórico criminal vai poder ser consultado no Sinesp, que é o sistema deles”, explicou o chefe do DTEC.

 

A consulta de veículos no sistema também passou por modificações. Segundo Hitotuzi, o Sisp, anteriormente, só consultava a placa do veículo. Com esse tipo de consulta era muito difícil identificar, por exemplo, a clonagem de automóveis. Para melhorar a consulta e a investigação desse tipo de crime, foi lançada uma consulta por meio do lacre, do número de chassi do motor e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).


Combate aos roubos a celulares – Um relatório feito pela Secretaria de Segurança sobre o número de roubos e furtos em Manaus e nos municípios da Região Metropolitana identificou, no histórico de ocorrências de 2018, que cerca de 50% dos casos envolvia a subtração de aparelho celular. A partir disso, foi criado o cadastro de celulares roubados e furtados.

 

“Demos um tratamento ao celular como se fosse um veículo. Ou seja, se aquele celular foi roubado e o Imei dele foi informado no Boletim de Ocorrência, ele vai ficar lá negativado, até que ele seja devolvido ao seu dono. Se, numa batida policial, uma pessoa for encontrada com um celular, imediatamente a equipe policial vai fazer a consulta daquele Imei e vai identificar que ou ele é a pessoa que furtou ou ele é um receptador daquele aparelho”, disse o chefe do DTEC.

 

Em 2019, até setembro, foram notificadas 27.195 ocorrências de roubos ou furtos de celulares em Manaus. Quem é vítima do crime pode solicitar o bloqueio do telefone no site da Delegacia Interativa, mas a adesão é baixa.

 

Mudanças para 2020 – Novas atualizações previstas para o Sisp este ano já estão em andamento. De acordo com o delegado Bruno Hitotuzi, a partir de 2020 haverá a possibilidade de um cadastro positivo de aparelhos celulares. O campo para cadastro deverá estar disponível no site da Delegacia Interativa.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 
Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

“Você acabou de comprar um celular, você pode fazer um cadastro positivo no site da Delegacia Interativa e cadastrar seu aparelho, seus dados. Se, porventura, você um dia for roubado ou perder o celular, você pode fazer o Boletim de Ocorrência no site da Delegacia Interativa. E nem vai ser preciso memorizar o seu Imei, porque já vai constar o que foi cadastrado. O sistema só vai perguntar para você se é realmente aquele aparelho. Além de gerar o Boletim de Ocorrência, você já gera uma negativação naquele Imei”, explicou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.