NOTÍCIAS
Geral
11/02/2020

Suspeito de matar jovem e bebê é executado a pauladas por milicianos no Rio

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Segundo informações, linchamento foi autorizado por grupo que comanda o bairro do Gardênia Azul, na zona oeste da cidade

A Polícia Civil informou que o ajudante de pedreiro Luís Fernando Guimarães Barbosa, de 21 anos, acusado de assassinar a dona de casa Marileide da Silva Nascimento, de 24 anos, e seu filho Bryan Lucas Júnior, de 4 meses, na última sexta-feira, foi morto a pauladas na Gardênia Azul, na manhã desta segunda-feira (10).

 

De acordo com moradores, a milícia que atua na comunidade teria sido a responsável por autorizar a execução do suspeito . Os autores jogaram o corpo do homem no Canal do Anil.

 

"Ele invadiu a casa de um casal que estava em São Paulo. Hoje pela manhã, eles pegaram ele tomando banho. O Luís tentou correr mas foi pego por eles (os milicianos )", disse uma moradora, que preferiu não se identificar. Segundo a testemunha, o ajudante de pedreiro teria sido espancado na frente de várias pessoas até morrer. Após o crime, o corpo foi deixado no canal e os executores fugiram.

 

Veja também

 

Morte de ex-PM é fruto de operação policial suspeita, diz especialista em milícias


Empresário acusado de matar namorada brasileira no México está foragido

 

Segundo o delegado Jefferson Ferreira Nascimento, da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), "(Luís) foi morto por espancamento por populares não identificados". Nascimento disse que o ajudante de pedreiro teve o corpo reconhecido por parentes.

 

Natural de Buriti Bravo, no Maranhão, o homem estava no Rio há quatro anos. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Centro.

 

Corpos de mãe e filho serão levados para o Maranhão


Os corpos da dona de casa Marileide da Silva Nascimento, de 24 anos, e de seu filho Bryan Lucas Júnior, de 4 meses, serão transladados nesta terça-feira, de avião, para a cidade de Buriti Bravo, na Região Nordeste do Maranhão. Ambos foram assassinados na manhã da última sexta-feira, com mais de 30 facadas, na Comunidade Gardênia Azul , na zona oeste do Rio.

 

O principal suspeito foi identificado como o ajudante de pedreiro morto nesta segunda-feira, que queria assassinar a ex-companheira, a atendente de lanchonete Lucilene Pereira da Silva, de 22. Ela era prima das vítimas, e os três - Marileide, Bryan e Luciene - moravam juntos. O crime aconteceu na Rua Arão Stamburg, ?as 5h50?.

 

No final de semana, parentes de Marileide vieram do Nordeste para resolver a burocracia. O voo para o Maranhão deverá sair no começo da tarde.

 

Crise de ciúmes


Uma crise de ciúmes pode ter motivado o assassinato de mãe e filho. É o que garante a Polícia Civil. Luís, segundo os investigadores, só matou mãe e filho porque a ex não estava em casa. A antiga companheira do ajudante de pedreiro havia estava na casa de uma amiga.

 

Luciene e Luís ficaram juntos por oito meses. No entanto, por conta das constantes agressões, a mulher decidiu dar um ponto final no relacionamento. Só que há três meses — data do fim do namoro — o homem vinha ameaçando a atendente de lanchonete.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatsApp.

 

"No Natal do ano passado, durante a festa da família, ele me bateu na frente da minha avó. Por isso, decidi terminar. A partir daí, minha vida virou um inferno. Ele passou a me perseguir, me bater na rua quando eu voltava do trabalho e dizer que iria me matar a facadas", lembrou a Luciene.

 

Segundo a mulher, ela alugou uma casa com a prima, morta na sexta, para tentar se livrar das agressões do homem. No entanto, Luís entrava na residência sem autorização e as agrediam: "ele chegou a entrar lá em casa e bateu em mim e na minha prima. Por isso, ela brigou feio com ela. Na última semana, ele me ameaçou. Com medo, passei a dormir na casa das minhas amigas". 

 

IG

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.