NOTÍCIAS
Manchete
09/11/2019

TRAFICANTE QUE DENUNCIOU COMPRA DE VOTOS NO ANO PASSADO É ASSASSINADO A TIROS NO MUNICÍPIO DE CODAJÁS, INTERIOR DO AMAZONAS

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Momento que antecedeu o assassinato do traficante quando ele conversava com outros homens na porta de sua casa

O traficante Dielison Wendril Alves Pinheiro, 28, o “Didi”, foi executado na frente da casa onde morava na noite de ontem, sábado, no município de Codajás, distante 240 quilômetros de Manaus. Cinco homens chegaram em um carro sacaram as armas e fizeram os disparos que causou a morte da vítima.


Em outubro do ano passado o traficante foi preso com drogas pela polícia de Codajás e nesse mesmo período Delison Wendril gravaou um vídeo denunciando compra de votos nas eleições e acusou pessoas influentes daquele município.


Atualmente o traficante que também era conhecido no município como “Didi” estava no regime semiaberto e a família confirma que desde a época da denúncia de compra de votos ele já vinha recebendo ameaças e teria incluisive, escapado de uma tentativa de homicídio na cadeia.

 

Veja Também

 

Homem é executado a tiros no bairro Distrito Industrial 2, Zona Leste de Manaus

 

Traficantes da FDN são presos em flagrante com 1 quilo e meio de maconha skunk no bairro da Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus


No momento do assassinato o traficante estava sentando em uma motocicleta e conversando com outras quatro pessoas na frente de sua casa quando os cinco pistoleiros chegaram atirando e depois fugiram na direção do porto do município.

 

"Didi" é o homem que está sentado na motocicleta momentos

antes dos pistoleiros chegarem para executá-lo


Há informações de algumas pessoas que os autores do assassinato do traficante de drogas abandonaram o carro atrás de um armazém, depois entraram em uma lancha que já esperava por eles com mais um homem no comando da embarcação.


A polícia de Codajás investiga o crime mas ainda não tem elementos suficientes para confirmar se a execução de “Didi” está ligada à sua denuncia de compra de votos ou à sua ligação com o crime de tráfico de drogas pelo qual ele havia sido preso no ano passado.


Os outros quadro homens que estavam na frente da casa do traficante quando os pistoleiros chegaram atirando e decididos a matá-lo, também estão sendo procurado porque a polícia entende que eram ligados a Delison Wendril e pode saber a motivação de sua execução.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.