NOTÍCIAS
Internacional
20/06/2020

Trump anuncia fim do toque de recolher em Tulsa antes de comício

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Dezenas de simpatizantes de Trump estão acampados para o primeiro comício do presidente em mais de três meses desde o início da pandemia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (19) que a prefeitura de Tulsa, no estado de Oklahoma, cancelou os planos de impor um toque de recolher noturno, o que teria levado à saída de dezenas de apoiadores do mandatário que estão acampados há dias para vê-lo em um comício.

 

O anúncio foi feito menos de 24 horas depois que o prefeito de Tulsa, o republicano George T. Bynum, afirmou que implementaria um toque de recolher noturno de quinta-feira até sábado, quando Trump vai realizar um grande comício, desafiando as recomendações de seu próprio governo sobre a pandemia.

 

"Acabei de falar com o muito respeitado prefeito de Tulsa, G.T. Bynum, que me informou que não haverá toque de recolher esta noite ou amanhã à noite para nossos muitos apoiadores que irão ao comício #MAGA (sigla do lema de campanha eleitoral de Trump, "Make America Great Again"). Aproveitem!" escreveu Trump no Twitter.

 

Veja também

 

Rede social rotula publicação de Trump como 'mídia manipulada'

 

Europeus ameaçam desinvestir no Brasil por desmatamento

Dezenas de simpatizantes de Trump estão acampados desde segunda-feira (15) ao redor do BOK Center, uma arena coberta com capacidade para receber 19 mil pessoas e onde será realizado, no sábado, o primeiro comício do presidente em mais de três meses desde o início da pandemia da covid-19.

 

O comício acontecerá em meio a fortes tensões relacionadas à posição do presidente diante da onda de protestos contra o racismo nos EUA, e esse clima levou ontem o prefeito de Tulsa a declarar uma "emergência civil" na cidade.

 

PublicidadeFechar anúncio


Bynum disse ter recebido relatos de que "pessoas de grupos organizados que estiveram envolvidas em comportamento destrutivo e violento em outros estados planejam viajar para Tulsa para causar tumultos em torno do comício".

 

Trump respondeu a essa informação com uma ameaça a essas pessoas, a quem classificou como "anarquistas" e até "terroristas" nas últimas semanas, sem distinguir entre os que protestam pacificamente e os que participaram de saques ou motins que marcaram os primeiros dias dos protestos raciais.

 

"Para qualquer manifestante, anarquista, agitador, saqueador ou desordeiro que venha a Oklahoma, entenda o seguinte: Você não será tratado como foi em Nova York, Seattle ou Minneapolis. Será uma cena muito diferente", escreveu Trump no Twitter na manhã de hoje.

 

Pelo menos dois protestos são esperados neste sábado contra Trump em Tulsa, cidade que em 1921 foi palco de um brutal massacre em que até 300 negros foram assassinados por grupos brancos.

 

Além disso, Trump programou originalmente o comício para esta sexta-feira, uma da

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 

Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

Muitos políticos de oposição e militantes negros acusaram Trump de ter feito um aceno aos supremacistas brancos quando escolheu a data e o local para o comício, e embora a campanha do presidente tenha posteriormente mudado a realização para sábado, não foi possível apagar o sentimento de muitos de que ele os estava insultando os afro-americanos em meio a uma onda de protestos. 

 

R7

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.