NOTÍCIAS
Plantão Policial
09/12/2019

Usando carro e seguranças pagos com dinheiro público, mulher do prefeito Arthur Neto tenta entrar 'na marra' em presídio para visitar o filho acusado de matar o engenheiro Flávio Rodrigues

Compartilhar:
Foto: Reprodução / Foto-montagem / Portal do Zacarias

"Betinha" oi impedida de entrar no CDPM 1, neste domingo (08/12), ao tentar burlar a segurança para visitar o filho

A primeira-dama de Manaus, Elizaebht Valeiko, a "Betinha", parece não ter mesmo limites. Se acha, como se costuma dizer em linguagem popular, a última bolacha do pacote.

 

Neste domingo, "Betinha" deu mais uma prova de sua arrogância: tentou entrar "na marra" no Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM 1), para visitar o filho Alejandro Molina Valeiko, acusado de matar o engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos no dia 30 de setembro deste ano.

 

"Betinha" estava em um carro de luxo, uma SW4, escoltada por dois policiais militares que ocupavam um Corolla branco a serviço da Prefeitura de Manaus.

 

Veja também

 

EXCLUSIVO! Depoimento de testemunha ao Ministério Público não deixa dúvida: sargento Elizeu da Paz foi mandado à casa do enteado do prefeito Arthur Neto para desovar corpo de Flávio Rodrigues

 

IMAGENS FORTES! Inquérito policial da DEHS prova que o engenheiro Flávio Rodrigues foi torturado e assassinado dentro da mansão de Betinha no Condomínio Passaredo. VEJA FOTOS DA VÍTIMA APÓS O ASSASSINATO

 

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Betinha "também levava um bolo e um salgado, os quais não puderam ser entregues ao filho pois a entrada de comida externa está proibida desde o mês de julho, em cumprimento à Portaria Interna n. 072/2019".

 

VEJA NOTA DA SEAP:

 

NOTA


"A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que a primeira-dama do município, Elizabeth Valeiko, foi impedida de entrar no Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM 1), neste domingo (08/12), ao tentar burlar a segurança da unidade para visitar o seu filho, Alejandro Molina Valeiko, que está custodiado desde sábado (07/12).

 

A primeira-dama estava na companhia de uma advogada, em um carro modelo SW4, e escoltada por dois policiais militares, que estavam em um Corolla branco.

 

A Coordenação do Sistema Prisional (Cosipe) da Seap detectou a presença e proibiu a entrada no estabelecimento penitenciário, uma vez que a mesma não possui cadastro de visitante. Ela também levava um bolo e um salgado, os quais não puderam ser entregues ao filho pois a entrada de comida externa está proibida desde o mês de julho, em cumprimento à Portaria Interna n. 072/2019.

 

A Seap esclarece que os visitantes do sistema prisional devem realizar o cadastro por meio do aplicativo Visita Legal ou pelo site www.visitalegal.am.gov.br. Em seguida, os familiares devem agendar atendimento na Central de Atendimento às Famílias, localizada na rua Gabriel Salgado, s/n, Centro, para apresentação dos documentos (original e cópia) e aguardar a liberação da unidade para realizar a visita no fim de semana.

 

Em relação aos policiais militares que faziam a escolta da primeira-dama, a Seap informa que comunicará o fato à corregedoria do sistema para apurar suas condutas. A Seap reitera que não há privilégio no atendimento a visitantes do sistema prisional."

COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.