Notícias

Compartilhar Imprimir

Mulher

18/05/2019

Veja os cinco sinais de alerta ajudam a identificar pintas perigosas na pele

Compartilhar:

Foto: Reprodução

Alguns tipos de pintas estão associadas ao câncer de pele, em especial o melanoma

É normal as pessoas terem muitas pintas espalhadas pelo corpo, mas nem sempre elas são marquinhas inofensivas.

 

Alguns tipos de pintas estão associadas ao câncer de pele, em especial o melanoma, um tipo de tumor bastante agressivo.

 

Por isso, é importante acompanhar a evolução das pintas consideradas anormais com um dermatologista.

 

Como reconhecer pintas malignas?


De acordo com a dermatologista Bruna Rezende, a comunidade médica utiliza a regra “ABCDE” para ter um critério clínico das lesões com maiores chances de serem perigosas e com maior risco de serem cancerígenas:

 

Veja também 

Desafio de 30 dias de prancha feito em casa: barriga durinha sem gastar dinheiro

 

A de assimetria (um lado difere muito do outro);


B de bordas (os contornos são irregulares, há reentrâncias para dentro e para fora);


C de cor (a coloração é irregular);


D de diâmetro (lesões com mais de 6 milímetros merecem atenção);


E de evolução (refere-se ao crescimento acelerado).


Diagnóstico



Apenas em exame clínico e dermatoscópico, na consulta, o dermatologista consegue suspeitar de lesão benigna ou maligna, e assim solicitar a biópsia, se for o caso.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.

 

Prevenção

 

 


Um dos fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de pele é a exposição exagerada ao sol, sendo assim, lembre-se de usar protetor solar com frequência, evitar se expor as luzes UV diretas e evitar o uso de produtos que podem prejudicar sua pele.

 

 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sempre que vemos uma lesão de pele , surge a dúvida: será que pode ser câncer de pele? . Felizmente, a maioria delas não são. Mas algumas são sim, inclusive podem causar metástases, como o melanoma. ???? Por isso, é muito importante observar as pintas para possíveis alterações que possam ocorrer, e procurar o dermatologista pelo menos 1 vez ao ano, para exame completo de todas as lesões do corpo. ???? Utilizamos a regra “ABCDE” para ter um critério clínico das lesões com maiores chances de serem cancerígenas: sendo A de assimetria (um lado difere muito do outro); B de bordas (os contornos são irregulares, há reentrâncias para dentro e para fora); C de cor (a coloração é irregular); D de diâmetro (acima de 6 milímetros, o risco de melanoma aumenta); e E de evolução (refere-se ao crescimento acelerado). ???? Para evitar o surgimento de manchas malignas, use protetor solar com frequência, evite se expor as luzes UV diretas e evite o uso de produtos que podem prejudicar sua pele, e também não utilize câmaras de bronzeamento ultravioleta. ???????? Apenas em exame clínico e dermatoscopico , na consulta, o dermatologista consegue suspeitar de lesão benigna ou maligna, e assim solicitar a biópsia, se for o caso. ?? NUNCA queime ou retire lesões de pele sem passar em consulta com dermatologista! #dezembrolaranja #cancerdepele #basocelular #espinocelular #melanoma #dermatologistasbd #dermatologista #drabrunarezende #prevencaoaocancerdepele #abcde

Uma publicação compartilhada por Dra Bruna Rezende (@drabrunarezende) em

 

Vix.com

Deixe seu comentário

Nome:

Mensagem:

publicidade

Copyright © 2013 - 2019. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.